Publicidade

Correio Braziliense

Assembleia contra o feminicídio ocorre em Águas Claras neste domingo

Movimentos de mulheres do DF e de cidades do Entorno se organizam para enfrentar o agravamento dos crimes de violência contra a população feminina


postado em 09/11/2019 19:47 / atualizado em 09/11/2019 19:48

Encontro ocorre neste domingo (10/11), a partir das 9h30, no Parque de Águas Claras(foto: Divulgação/Assembleia Popular Pela Vida de Todas as Mulheres Contra o Feminicídio )
Encontro ocorre neste domingo (10/11), a partir das 9h30, no Parque de Águas Claras (foto: Divulgação/Assembleia Popular Pela Vida de Todas as Mulheres Contra o Feminicídio )
Momento de conversa, troca, escuta e compartilhamento. Neste domingo (10/11), a partir das 9h30, no Parque de Águas Claras, a Assembleia Popular Pela Vida de Todas as Mulheres Contra o Feminicídio reúne diversos coletivos e mulheres para discutir o panorama social e as políticas voltadas ao combate da violência contra a população feminina.  

A assembleia é uma iniciativa dos movimentos de mulheres e feministas do DF e de cidades do Entorno para enfrentar o agravamento dos crimes de feminicídio (são 29 neste ano). “É uma construção sobre o que é a violência contra a mulher e como ela se apresenta no cotidiano. Queremos fazer uma mobilização de resistência e de luta coletiva, de forma que as mulheres se identifiquem e saibam que não estão sozinhas”, afirma Cynthia Ciarallo, psicóloga ativista do Coletivo PsiDF, que integra a assembleia popular.

Um dos objetivos é acolher mulheres de diversas regiões do DF e ouvi-las sobre as vivências nesses locais para entender como acontecem os casos de violência. “A gente quer saber como as mulheres estão se sentindo. Que notícias elas têm a respeito de riscos característicos desses territórios e se há casos de violência na região que não tenham sido veiculados como feminicídio, por exemplo”, explica Cynthia. Na assembleia deste domingo, Águas Claras, Arniqueiras e Vicente Pires estarão em pauta.

O encontro dá seguimento à reunião organizada pelos coletivos, no fim de outubro, em frente ao Museu Nacional e, segundo a organização, deve ocorrer em mais regiões administrativas para estabelecer estratégias de enfrentamento e propor ao Governo do Distrito Federal políticas públicas de combate ao feminicídio.
 
Assembleia Popular Pela Vida de Todas as Mulheres Contra o Feminicídio
10 de novembro (domingo)
Às 9h30
No Parque de Águas Claras (Entrada da Uniplan)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade