Publicidade

Correio Braziliense

Caso Bernardo: objetos apontam que corpo é do menino; polícia aguarda DNA

Cadeirinha e colar usado pela criança reforçam suspeita que o corpo encontrado às margens da BR-242 é do Bernardo


postado em 06/12/2019 10:59 / atualizado em 06/12/2019 20:52

Corpo de Bernado foi encontrado às margens BR-24 no povoado de Campos de São João, distrito de Palmeiras - Bahia(foto: Reprodução/Facebook )
Corpo de Bernado foi encontrado às margens BR-24 no povoado de Campos de São João, distrito de Palmeiras - Bahia (foto: Reprodução/Facebook )
Uma cadeirinha e um cordão de âmbar reforçam que o corpo encontrado no povoado de Campos de São João, no município de Palmeiras, na Bahia, cidade a 1033 km de Brasília, na tarde de quinta-feira (5/12) pode ser de Bernardo, 1 ano e 11 meses. A criança estava desaparecida desde a última sexta-feira (29/11), quando o pai dele, o servidor público Paulo Roberto de Caldas Osório, 45 anos, o pegou na escola e desapareceu. 

 

De acordo com a Polícia Civil de Palmeiras (BA), um morador do povoado encontrou o corpo por volta das 15h, de quinta-feira (5/12), e chamou a corporação. Ao chegar no local indicado, os investigadores encontraram o menino, com as mesmas caracteríticas de Bernado, trajando uma calça azul listrada e uma blusa de manga longa.

 

Bernardo, 1 ano e 11 meses, usava um colar de âmbar. Criança encontrada morta na Bahia usava adereço semelhante (foto: Reprodução/Facebook )
Bernardo, 1 ano e 11 meses, usava um colar de âmbar. Criança encontrada morta na Bahia usava adereço semelhante (foto: Reprodução/Facebook )
Apesar da semelhança física, da cadeirinha e do colar, os investigadores da Polícia Civil da Bahia aguardam o exame de DNA para confirmar se o corpo é ou não de Bernardo. A polícia acredita que o resultado do laudo de DNA fique pronto em até 30 dias. 

Cadeirinha foi encontrada ao lado do corpo de menino, à beira da rodovia, no povoado de Campos de São João(foto: Divulgação Polícia Civil da Bahia)
Cadeirinha foi encontrada ao lado do corpo de menino, à beira da rodovia, no povoado de Campos de São João (foto: Divulgação Polícia Civil da Bahia)
Ao ser preso, Paulo Roberto confessou ter matado o menino após dar um suco de uva com remédio controlado. Ele está preso. Na quinta-feira (5/12), a Justiça determinou que o homem passe por avaliação de sanidade mental. Também atendeu a um pedido da polícia civil para que ele seja mantido na carceragem pelo menos até a próxima quinta-feira (12/12).
Matagal no povoado Campos de São João, no município de Palmeiras, na Bahia, onde o corpo de uma criança foi encontrado. A cidade fica a 1033 km de Brasília(foto: Divulgação Polícia Civil da Bahia)
Matagal no povoado Campos de São João, no município de Palmeiras, na Bahia, onde o corpo de uma criança foi encontrado. A cidade fica a 1033 km de Brasília (foto: Divulgação Polícia Civil da Bahia)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade