Publicidade

Correio Braziliense

Caso Bernardo: corpo encontrado na Bahia pode ser do menino

Corpo de criança foi encontrado no povoado de Campos de São João, às margens da BR-242 ao lado de cadeirinha.


postado em 06/12/2019 09:58 / atualizado em 06/12/2019 11:53

Bernardo foi sequestrado pelo pai Paulo Roberto de Caldas Osório, que confessou ter matado o filho por vingança(foto: Divulgação redes sociais)
Bernardo foi sequestrado pelo pai Paulo Roberto de Caldas Osório, que confessou ter matado o filho por vingança (foto: Divulgação redes sociais)
O corpo de uma criança com características semelhantes a do menino Bernardo, 1 ano e 11 meses, foi localizado às margens da BR-242, no povoado de Campos de São João, distrito de Palmeiras, na Bahia, a 1033 km de Brasília. Agentes da Delegacia de Represssão a Sequestro (DRS) estão a caminho da cidade. Segundo informações da polícia, um morador encontrou a criança morta e uma cadeirinha e avisou a polícia.  

 

De acordo com investigadores da delegacia do município de Palmeiras (BA), por volta das 15h da última quinta-feira (5/12), uma equipe da Polícia Civil da Bahia foi informada de que havia um corpo de uma criança, em estado de decomposição, no povoado de Campos de São João. A equipe da DRS já declarou não ter dúvidas da morte do menino

 

Ao chegar no lugar indicado, os agentes encontraram o corpo de um menino com as mesmas características de Bernardo, trajando uma calça azul listrada e uma blusa branca de manga longa. A cadeirinha em que a criança estava também foi encontrada no local. 

 

Segundo policiais civis de Palmeiras, o corpo passará por necrópsia nesta sexta-feira (6/12) no Departamento de Polícia Técnica (DPT) em Itaberaba (BA). O exame confirmará se é Bernardo.  

Descanso 

A mãe de Bernardo, a advogada Tatiana da Silva Marques, 30 anos, ainda mantém a esperança. "Espero que seja outra criança, mas, se for o Bernardo, pelo menos agora ele foi achado e vai ter um descanso. Eu tinha medo dele ficar jogado vivendo como se fosse um animal. Acredito em Deus e se Ele levou meu filho é porque o Bernardo tinha um propósito na Terra. Meu bebê pode ter vindo para parar o pai, impedir que o Paulo fizesse algo ainda pior no futuro".

 

Bernado foi levado pelo pai, o servidor público Paulo Roberto de Caldas Osório, 45 anos, na sexta-feira (29/11). O homem buscou o filho na escola e o devolveria para a mãe no mesmo dia. Porém, desapareceu com a criança. Em mensagens enviadas à mãe da criança, ele afirmou que ela e a mãe dela jamais veriam Bernardo novamente. 

 

Ao ser preso, Paulo Roberto confessou o assassinato do filho e afirmou que o motivo seria vingança. Para os investigadores do crime, o homem planejou o assassinato.  

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade