Publicidade

Correio Braziliense

Cratera na Asa Sul: Defesa Civil aponta falha em obra de centro comercial

Para o coronel da subsecretaria, a barreira de contenção da construção não tinha altura suficiente para barrar o grande volume de chuva


postado em 11/12/2019 14:49 / atualizado em 11/12/2019 15:24

(foto: Carlos Vieira/CB/DA Press)
(foto: Carlos Vieira/CB/DA Press)
A Defesa Civil afirmou na manhã desta quarta-feira (11/12) que houve erro entre o que foi planejado e executado na obra de um centro comercial na 709/909 Sul, onde houve um deslizamento que engoliu quatro carros na tarde de terça-feira (10/12). A equipe da subsecretaria esteve no local para avaliar riscos e orientar quem passa pela região diariamente.

Ver galeria . 10 Fotos Carlos Vieira/ DA Press
(foto: Carlos Vieira/ DA Press )


Para o coronel da Defesa Civil Sérgio Bezerra, a barreira de contenção não tinha altura suficiente para barrar o grande volume de chuva. "Qualquer tipo de construção tem que considerar todas as variáveis. Trânsito que passa perto do local, o peso dos veículos, o fluxo da água da chuva. Tudo isso tem que ser levado em conta para a criação da parede de contenção a fim de evitar um deslizamento como esse'', afirmou o coronel. 

Segundo Bezerra, o grande volume de chuva que caiu ao longo de terça-feira (10/12) e nas últimas semanas contribuiu muito. ''A água tem o poder de escavação e acabou comprometendo a estrutura de sustentação'', completou o representante da subsecretaria. 

Para que a situação seja controlada, o coronel da Defesa Civil orienta que a empresa responsável pela obra coloque contenções para recompor a cortina de concreto. ''O concreto não é como uma cola, que seca em uma hora, pode durar cerca de 21 dias até que esteja seco. É necessário um tempo de organização da estrutura, colocação de concreto e ferragens. Depois, espera o tempo de cura (secagem), que dura três semanas'', explica Bezerra.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade