Publicidade

Correio Braziliense

Novo áudio faz PCDF investigar suposto esquema de corrupção no CEF 410

O professor Odailton Silva enviou áudio a amigo no qual mencionava corrupção na escola da Asa Norte. Ele afirmou que iria até a escola na quinta-feira para averiguar a situação. No mesmo dia ele foi envenenado


postado em 07/02/2020 12:26 / atualizado em 07/02/2020 14:45

Polícia investiga se suposta rachadinha tem relação com a morte de professor da 410 Norte(foto: Reprodução/Facebook)
Polícia investiga se suposta rachadinha tem relação com a morte de professor da 410 Norte (foto: Reprodução/Facebook)
A revelação de um áudio no qual um suposto esquema de corrupção é mencionado pelo professor Odailton Charles de Albuquerque Silva, 50 anos, abriu uma nova linha de investigação sobre a morte por envenenamento do docente.

Investigadores da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) tomaram conhecimento das denúncias que Odailton pretendia fazer nesta sexta-feira (7/2) e agora apuram se o suposto esquema no Centro de Ensino Fundamental 410 Norte tem relação com a morte do professor, que faleceu na última terça-feira (4/2). 

"Vou fazer essa denúncia e recolher tudo de prova que eu tenho, gravação e arrebentar a boca do balão. Se tiver processo, vai ser com minha advogada, porque vou botar no pau esse povo. Comigo, vai ser tudo na Justiça. O negócio está feio", disse em um trecho da mensagem gravada e enviada a um amigo.

A nova informação pode ajudar os policiais da 2ª DP a identificar mais de um envolvido na morte. Possíveis participantes já foram identificados, segundo fontes da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), mas ninguém ainda é tratado como suspeito.

Responsável pelo caso, o delegado Laércio Rossetto diz que o caso se assemelha a um quebra-cabeça. "Vamos montá-lo", disse na quinta-feira (6/2), dia em que Odailton foi sepultado.  

Envenenamento é confirmado

Exames realizados por peritos dos Institutos de Medicina Legal (IML) e de Criminalistica (IC) comprovaram que Odailton Charles morreu por envenenamento pela substância aldicarbe, presente em raticidas como o chumbinho. O composto é proibido exatamente devido à letalidade. Uma pequena quantidade pode levar à morte.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade