Publicidade

Correio Braziliense

Hran descarta caso de coronavírus; um paciente é investigado no Santa Lúcia

Diretor do Hran confirma que médicos descartaram a possibilidade de um paciente internado na madrugada desta quarta-feira ter o coronavírus


postado em 26/02/2020 11:36 / atualizado em 26/02/2020 16:39

Paciente está no Hran(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Paciente está no Hran (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Um homem deu entrada na madrugada desta quarta-feira (26/2), no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), com sintomas do coronavírus. No entanto, após ser isolado no 7º andar da unidade de saúde e passar por avaliações, foi descartada a possibilidade de ele ter a doença. 

As informações da suspeita e, mais tarde, de que o paciente não tem o vírus foram confirmadas ao Correio pelo diretor do Hran, o médico Leonardo Ramos.

De acordo com Ramos, o paciente relatou que teve contato com uma pessoa da Espanha que teria sido diagnosticada com a doença. No entanto, uma avaliação epidemiológica descartou a presença do vírus, e o quadro do homem se tornou estável.

"O procedimento padrão nesses casos é monitorar o paciente por 12 a 24 horas na unidade de saúde. Depois, se for o caso, ele é liberado e continuamos monitorando o estado de saúde dele em casa", explicou o diretor, ressaltando que o hospital já havia recebido outros quatro casos suspeitos, todos descartados. 

Dois casos em análise no DF

Depois que o caso do Hran foi descartado para coronavírus, outros três casos suspeitos foram informados em hospitais particulares de Brasília: um no Hospital Santa Lúcia da Asa Norte e outros dois no Home, na Asa Sul.

No Home, um dos pacientes foi liberado após exames descartarem a presença do vírus, mas o outro, um homem que viajou recentemente à Itália, continuava em observação até a última atualização desta matéria, segundo nota da administração.

Também continuava em observação o paciente do Santa Lúcia, que chegou recentemente da Austrália e apresenta sintomas semelhantes ao do novo coronavírus, confirmou ao Correio uma fonte do hospital.
 
Em São Paulo, um homem de 61 anos, que chegou da Itália, foi diagnosticado com o coronavírus. Ele está internado no Albert Einstein e é o primeiro brasileiro diagnosticado com a doença até o momento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade