Publicidade

Correio Braziliense

Cerca de 4 mil refeições são entregues à população de rua no DF

Equipes de abordagem social ofertam marmitas para assegurar o almoço e o jantar de pessoas em situação de rua no Distrito Federal


postado em 26/03/2020 13:23 / atualizado em 26/03/2020 13:55

O DF tem cerca 1,9 mi, pessoas em situação de rua(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
O DF tem cerca 1,9 mi, pessoas em situação de rua (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), intensificaram o trabalho voltado à segurança alimentar das pessoas em situação de rua no Distrito Federal. Desde a semana passada, a pasta oferta duas mil refeições na hora do almoço para atender esse público. Ontem (25/3), a distribuição de mais duas mil marmitas entraram para programação. Elas serão distribuídas, diariamente, no jantar.

De acordo com mapeamento realizado pela secretaria, o DF tem cerca de 1,9 mil pessoas em situação de rua. O mapeamento observou ainda os locais onde elas costumam ficar. O secretário Ricardo Guterres afirma que, baseado nesses dados, foi feito um planejamento para intensificar a assistência para essa população vulnerável. Segundo Guterres, o espaço de convivência e isolamento no Autódromo de Brasília está sendo finalizado para receber esse público.

Em relação aos idosos, público mais suscetível à contaminação, a Secretaria de Desenvolvimento Social tem trabalhado para a identificação da existência de vínculo familiar ou comunitário. O objetivo é promover a reintegração à família de origem. Caso não tenha um lar de referência, os idosos serão encaminhados para uma das unidades de acolhimento.

A secretaria conta com dois Centros Pops (Taguatinga e Plano Piloto), que atendem uma média de 500 pessoas diariamente. Nesses lugares, a população em situação de rua pode tomar banho, lavar roupas, além de tomar café da manhã, almoço e lanche no período da tarde. 

Além disso, as equipes de abordagem social têm intensificado as orientações referentes aos cuidados à higiene pessoal. As pessoas que adoecerem serão acompanhadas e se for preciso, encaminhadas para a rede de saúde. 

 
Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade