Publicidade

Correio Braziliense

Coronavírus: Feiras permanentes passam por limpeza para combater a pandemia

O objetivo é evitar a disseminação do coronavírus e doenças causadas por arboviroses, como a dengue, zika, febre chikungunya e febre amarela


postado em 03/04/2020 17:08 / atualizado em 03/04/2020 17:37

Ocorreu uma força-tarefa para a higienização das feiras permanentes(foto: SES-DF/Divulgação)
Ocorreu uma força-tarefa para a higienização das feiras permanentes (foto: SES-DF/Divulgação)
Todas as feiras permanentes do Distrito Federal passaram por uma limpeza completa dos ambientes para combater a pandemia provocada pelo novo coronavírus e doenças causadas por arboviroses, como a dengue, zika, febre chikungunya e febre amarela. A ação ocorreu entre quinta (2/4) e esta sexta-feira (3/4).

A partir deste fim de semana, estes estabelecimentos só poderão funcionar para a comercialização de gêneros alimentícios, sendo vedados o funcionamento de restaurantes e de praças de alimentação, o consumo de produtos no local e a disponibilização de mesas e cadeiras aos frequentadores.

Segundo o titular da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), Edgar Rodrigues, foi realizada uma força-tarefa para higienizar e sanitizar 20 feiras permanentes de toda a capital federal. “Foi um trabalho completo de higienização. Além de fazer a lavagem, fizemos a inspeção em busca de focos de mosquitos da dengue, animais peçonhentos, como escorpiões, e a inspeção de pombos. Tudo isso para deixar os locais em condições sanitárias adequadas”, explica.

Os profissionais de limpeza utilizaram carro pipa, fumacê, variações do Ultrabaixo Volume (UBV) e água. O serviço também incluiu o tratamento focal com pastilhas do Natular DT (Espinosaide), o Etofemproxi 10SC, além do Hipoclorito de Sódio, com o objetivo de combater o mosquito da dengue e prevenir a aparição de escorpiões e afastar pombos.

“Todas essas medidas de higienização são fundamentais no enfrentamento da Covid-19. Vale frisar que os feirantes e clientes devem evitar alimentar os pombos, afinal eles também transmitem doenças”, observa o diretor da Dival.

A ação de força-tarefa de higienização das feiras permanentes faz parte do programa Sanear-DF. Participam do projeto as administrações regionais do DF, as secretarias de Comunicação, Transporte e Mobilidade, Segurança Pública, Políticas Públicas, Educação, DF Legal, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF) e a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade