Cidades

Papuda registra 2º caso de coronavírus; paciente é agente penitenciário

Na sexta-feira (3/4), outro policial penal testou positivo para a Covid-19. Os servidores estão afastados das atividades e em isolamento domiciliar

Darcianne Diogo
postado em 04/04/2020 17:14
Corredor de uma das unidades prisionais do Complexo Penitenciário da Papuda O Complexo Penitenciário da Papuda teve um segundo caso confirmado de contaminação pelo novo coronavírus. O paciente trata-se de um agente penitenciário. Na sexta-feira (3/4), outro policial penal testou positivo para a Covid-19. A informação foi confirmada em primeira mão ao Correio pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF).
A Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) recebeu os dois testes na quinta (2/4) e na sexta-feira (3/4). Os servidores estão afastados das atividades e em isolamento domiciliar. "A Sesipe esclarece que a orientação da Secretaria de Saúde é testar somente quem apresentar sintomas da Covid-19. Quando algum servidor do sistema prisional está sintomático, a Gerência de Saúde Prisional o encaminha, imediatamente, para a rede pública de saúde para realizar o teste", informou o órgão, por meio de nota oficial.
O primeiro agente a testar positivo é lotado no Centro de Internamento e Reeducação (CIR). O presídio abriga 2.036 detentos do regime semiaberto que não têm autorização judicial para realizar trabalhos ou fazer estudos externos. A capacidade da unidade é de 793 vagas.
A SSP-DF afirmou que tem tomado as atitudes necessárias no combate ao novo coronavírus. Na sexta-feira (3/4), a suspensão das visitas às unidades prisionais foram prorrogadas até 10 de abril. A medida, que passou a valer em 12 de março, está alinhada às ações do Governo do Distrito Federal (GDF) voltadas para prevenir a disseminação da Covid-19.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação