Publicidade

Correio Braziliense

Coronavírus: População pode agendar testes drive-thru pela internet

Objetivo é reduzir as aglomerações nos pontos de testagem em massa


postado em 23/04/2020 10:46

 
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
A partir desta quinta-feira (23/4), os moradores do Distrito Federal poderão contar com um novo sistema para agendamento de testes do coronavírus. O TestaDF é uma ferramenta adotada para combater a pandemia da doença na capital. Por meio dela, a população poderá acessar um sistema e realizar o cadastro antecipado para participar da triagem na modalidade drive-thru. Assim, com o registro prévio será possível reduzir aglomerações e manter a ordem e controle dos testes

A ferramenta foi criada pela  Secretaria de Economia do DF–SEEC, por meio da Subsecretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação – SUTIC. Trata-se de um avanço em termos globais, tendo em vista que o Distrito Federal é um dos poucos lugares no mundo a utilizar ferramentas tecnológicas específicas para testes em massa.

O sistema irá direcionar para um agendamento de acordo com o local de moradia, e mostrar a quantidade de vagas disponíveis para o teste na data selecionada. Além disso, também vai gerar dados estatísticos importantes para a Secretaria de Saúde, como ponto com mais registros de casos e faixa etária dos testados. Também será possível utilizar QRCode para confirmar o agendamento na triagem e conferir o resultado do exame.

O sistema está disponível no endereço testa.df.gov.br e pode ser acessado pelo celular. 

Mesmo com o cadastro realizado de forma digital, todos passam por triagem de temperatura realizada pelo Corpo de Bombeiros, que utiliza câmeras térmicas. Aqueles que não apresentam sintomas não fazem a testagem.

Sistema de testagem em massa

O serviço está disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, nos pontos determinados pela Secretaria de Saúde e a expectativa é de que mais locais sejam abertos nos próximos dias.


É recomendado que a população utilize máscaras faciais desde a saída de suas residências, e que cada carro tenha, no máximo, quatro pessoas.

*Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade