Publicidade

Correio Braziliense

Coronavírus: desaceleração de infecções no DF é fruto do isolamento

Levantamento da Companhia de Planejamento (Codeplan) mostra que há desaceleração do crescimento de casos em comparação às semanas anteriores


postado em 05/05/2020 18:23

(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
Apesar do crescimento diário do número de casos do novo coronavírus, pesquisa da Companhia de Planejamento (Codeplan) indica que a curva de contaminação da doença está se estabilizando. De acordo com o levantamento, há desaceleração do crescimento em comparação às semanas anteriores. 

De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), o resultado se deve, principalmente, às medidas de restrição e distanciamento social. Como não existe vacina ou remédio com eficácia comprovada, o isolamento é a única maneira de combater a disseminação da Covid-19. 

O Distrito Federal ocupa a 9ª posição em número de óbitos por 100 mil habitantes do Brasil. Além disso, o Executivo trabalha com a hipótese de que, se houver relaxamento dos cuidados necessários, pode haver crescimento descontroladodos casos. 

Desde 21 de abril, a Secretaria de Saúde iniciou a testagem em massa da população da capital. Inicialmente. Os exames começaram por Águas Claras e Plano Piloto, cidades com maior incidência da doença. Agora, os testes são feitos também no Gama, Guará, Lago Norte, Lago Sul, Planaltina e Sobradinho. Mais de 30 mil análises foram feitas no período. 


Casos

Nesta terça-feira (5/5), o Distrito Federal atingiu 1.837 casos confirmados de coronavírus. Apesar do número de diagnósticos, 1.081 pessoas são consideradas recuperadas da doença. Além disso, 34 pessoas morreram devido à Covid-19 na capital. Dos diagnosticados, 56 estão em unidades de terapia intensiva (UTI). 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade