Cidades

Parque do Lago Norte vai ganhar estrutura para pessoas com deficiência

Aulas de tênis de mesa, libras, yoga e paracanoagem fazem parte de parceria que envolve Associação Paracanoagem Brasília e Ibram

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 06/05/2020 14:51
Parceria tem previsão para colocar estrutura em prática no segundo semestreO Parque Ecológico do Lago Norte vai se tornar a primeira unidade de conservação do país 100% acessível para as pessoas com deficiência física, intelectual, auditiva, visual ou múltipla.

Há expectativa dessa ação fazer do parque uma referência, um modelo para o restante do Brasil, pois não há o registro de Unidade de Conservação que seja planejada, tanto em infraestrutura quanto em ações, para atender a esse público específico.

[SAIBAMAIS]A presidente da Associação Paracanoagem, Andréa Pontes, realçou a importância do projeto. ;Será muito gratificante para o deficiente poder ir ao parque e usufruir de toda a estrutura, ter contato com a natureza e ainda, praticar esportes, participar de oficinas. Além de proporcionar a troca, o contato e o respeito entre pessoas com ou sem deficiência;, completou.

O projeto vem da parceria firmada entre o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e a Associação Paracanoagem Brasília, publicada no Diário Oficial do DF na última terça-feira (05/5). A cooperação tem previsão de início no segundo semestre de 2020, com atividades gratuitas para reabilitação e inclusão social de pessoas com ou sem deficiência. Serão oferecidas aulas de tênis de mesa, libras, yoga, paracanoagem e hortas comunitárias. Já as obras de acessibilidade serão iniciadas em novembro deste ano, com a construção de rampas, deck flutuante e instalação de pisos táteis.

;O Brasília Ambiental além de cumprir com o seu papel na preservação da biodiversidade, está contribuindo também com esse acordo no aspecto social, com o acesso do portador de necessidades especiais, na interação com outros indivíduos e a natureza;, comemora a superintendente de Unidades de Conservação do Brasília Ambiental, Rejane Pieratti.

Com informações da Agência Brasília




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação