Cidades

69% dos brasilienses acreditam na efetividade do distanciamento social

Segundo pesquisa, grande parte dos brasilienses estão respeitando o isolamento

Jailson R. Sena*
postado em 12/05/2020 15:06
Foram entrevistadas 409 pessoas entre os dias 1º e 3 de abril de 2020Uma pesquisa da empresa Dotz realizou em parceria com o Instituto Locomotiva apontou que o isolamento social total é defendido por 60% dos entrevistados, enquanto 40% dizem que o isolamento social deve ser apenas para idosos e pessoas dos grupos de risco. Porém, 69% acreditam na efetividade das medidas de distanciamento social e 73% concordam com o fechamento do comércio não essencial. Foram entrevistadas 409 pessoas entre os dias 1; e 3 de abril de 2020

Grande parte dos brasilienses estão respeitando o isolamento: 66% declaram estar seguindo firmemente a orientação de permanecer em casa, 26% seguem parcialmente e 7% ignoram. No entanto, apenas 15% dos entrevistados não saíram de casa nenhum dia na semana anterior da pesquisa, enquanto outros 15% deslocaram-se todos os dias no período.

[SAIBAMAIS]A pesquisa também quis entender a percepção dos entrevistados em relação ao grupo de risco para o coronavírus: 52% acreditam fazer parte do grupo de risco. Entre os idosos, esse percentual chega a 93%. Já 50% dos entrevistados declararam viver com alguém que faz parte do grupo de risco e 30% dos entrevistados de Brasília conhecem alguém que foi diagnosticado com o novo coronavírus.

Para os entrevistados, a preocupação com a covid-19 é grande: 44% estão muito preocupados com sua saúde e 40% afirmam estar muito receosos com sua situação financeira. Mas a maior angústia demonstrada pelos respondentes é com a saúde de seus familiares: 69% disseram estar muito aflitos.

Estagiário sob supervisão de Nahima Maciel



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação