Cidades

Assinado decreto que autoriza licitação para construção de novo hospital

A unidade de saúde será financiada pelo Serviço Social do Comércio (Sesc Nacional) e deverá atender a comerciários e à população de baixa renda

Agatha Gonzaga
postado em 15/05/2020 14:23
Ao lado do hospital de campanha já construído no Mané Garrincha (foto) e do previsto em Ceilândia, essa será a terceira unidade de saúde do tipo no DFO Governo do Distrito Federal e representantes do setor produtivo local assinaram, nesta sexta-feira (15/5), um protocolo de intenções que autoriza a licitação para construção de um novo hospital de campanha. A unidade de saúde será financiada pelo Serviço Social do Comércio (Sesc Nacional) e deverá atender a comerciários e à população de baixa renda.

De acordo com o presidente do Sesc, Marco Tulio Chaparro, a previsão de início das obras dependerá do prazo da licitação, mas os encaminhamentos para o processo já foram iniciados. ;Nós solicitamos as especificações técnica para o GDF, do que ele entende ser o ideal para isso e fizemos uma consulta ao Conselho Nacional, ao Departamento Nacional e ao nosso Conselho Fiscal. Estamos aguardando essa resposta para instruirmos o nosso processo, na semana que vem;, explicou.

Segundo Marco Tulio, também não há estimativa de quanto deverá custar esta construção à associação, mas a verba já foi solicitada aos departamentos competentes. A promessa é de que, após finalizada a licitação, as obras do segundo hospital de campanha do DF levem no máximo 30 dias para serem concluídas.

O hospital contará com 400 leitos, sendo 360 de internação clínica e 40, de tratamento semi-intensivo. O local onde a estrutura será erguida não foi definido. Haverá ainda, postos de enfermagem e de preparo de medicação; farmácias satélites; salas de procedimentos invasivos; de processamento; de equipamentos; depósitos de material de limpeza e utilidades. Além de salas de triagem; recepções para ambulâncias; áreas de assepsia do corpo clínico, entre outros equipamentos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação