Cidades

Coronavírus: Ceilândia registra quase 400 casos e 2 mortes no fim de semana

A região administrativa tem a maior quantidade de casos e de vítimas da doença. Durante 72 horas, o comércio não essencial da cidade ficará fechado, conforme decreto publicado pelo Executivo local

Walder Galvão
postado em 08/06/2020 14:58
Ao todo, são 2.040 infectados e 43 vítimas da covid-19 em CeilândiaOs casos do novo coronavírus continuam crescendo em Ceilândia, a região administrativa mais populosa do Distrito Federal. Dados da Secretaria de Saúde mostram que a cidade registrou 374 casos e duas mortes apenas durante o fim de semana. Ao todo, são 2.040 infectados e 43 vítimas da covid-19 no lugar.
Levantamento da pasta divulgado nesta segunda-feira (8/6), revela que a capital federal tem, ao todo, 16.629 casos e 195 mortes provocadas pela doença. Ainda segundo a Secretaria de Saúde, Ceilândia é a região administrativa da capital com mais casos e mais óbitos causados pelo novo coronavírus. Os dados da cidade incluem ainda os casos da região do Sol Nascente.
Devido à incidência da doença, nesta segunda, o Executivo suspendeu, por 72 horas, a abertura dos comércios considerados não essenciais na cidade, no Sol Nascente e na Estrutural.
A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial do DF (DODF) de sábado (6/6).

De acordo com a medida, shoppings centers, feiras populares e estabelecimentos comerciais de qualquer natureza, o funcionamento de parques e a prática de cultos ou missas de qualquer credo ou religião ficarão suspensas durante o período nas três regiões.

Fiscalização

Devido às novas medidas, uma grande operação para inibir o descumprimento das regras foi instaurada em Ceilândia nesta segunda. Oficiais do Exército, agentes da Polícia Civil e integrantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros foram para a região administrativa nas primeiras horas do dia.
Os policiais dão apoio às equipes de fiscalização da DF Legal, que fazem o fechamento do comércio que descumprem as regras. O Exército também atua na cidade, mas focado no combate à dengue.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação