Cidades

Falsos protetores de animais são presos em operação da PCDF

A Operação Golpe Baixo investiga associação criminosa que aplicava golpes em pessoas que ajudavam a tratar animais em situação de vulnerabilidade

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 19/06/2020 11:00
Um médico veterinário fazia parte do esquema e realizava tratamentos invasivos nos animaisA Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deflagrou, na manhã desta sexta-feira (19/6), a Operação Golpe Baixo. A ação teve o objetivo de desarticular associação criminosa que aplicava golpes em pessoas que colaboravam financeiramente para o acolhimento de animais em situação de vulnerabilidade.
Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão em Águas Claras, Ceilândia, Cruzeiro, Taguatinga e Valparaíso-GO. Os animais resgatados, principalmente cachorros e gatos, eram submetidos a tratamentos invasivos por um estudante de medicina veterinária. Para facilitar o esquema, os envolvidos usavam receitas e carimbos médicos falsos ou furtados. O grupo também utilizava dados de profissionais da área para comprar medicamentos e instrumentos de venda controlada.
[SAIBAMAIS]De acordo com a PCDF, as campanhas de arrecadação de recursos eram feitas nas redes sociais e os valores distribuídos entre as supostas protetoras de animais e o falso veterinário. As investigações foram iniciadas em setembro de 2019. Agora, os envolvidos podem responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato, falsidade ideológica, maus-tratos a animais e exercício irregular da profissão.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação