Cidades

Veja como será o protocolo dos museus do DF para a reabertura

Reabertura foi autorizada por decreto na última quinta-feira (18/6) e museus devem reabrir aos poucos

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 22/06/2020 12:30
O Museu Nacional da República vai reabrir com protocolo de lotação de uma pessoa para cada 9 metros quadradosCom o novo decreto que autorizou a reabertura dos museus do Distrito Federal, publicado na última quinta-feira (18/6), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), os espaços se preparam para cumprir os protocolos de higiene e recomendações para evitar o contágio dos visitantes pelo novo coronavírus.
Os museus estavam fechados desde março deste ano devido à pandemia. O novo decreto permite que os espaços poderão funcionar das 9h às 17h, mas proíbe qualquer tipo de evento nas dependências que cause aglomerações.
[SAIBAMAIS]O secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues, antecipa que os museus públicos do DF estarão funcionando a partir da próxima semana, obedecendo os rígidos protocolos exigidos pelo Conselho Internacional de Museus (Internacional Councils of Musems, Icom, no original). Criado em 1946, o Icom é uma organização não-governamental internacional, sem fins lucrativos, que se dedica a elaborar políticas internacionais para os museus do mundo todo.
;É importante se adaptar ao que determina o protocolo mundial;, adianta o secretário. ;Vimos a decisão do governador coerente dentro do que ele vem fazendo, oferecendo para a população, que está tanto tempo em confinamento, uma alternativa saudável de lazer, que não ofereça risco;, defende.
Os principais museus da cidade que estão sob a administração da Secec são: Memorial dos Povos Indígenas, Museu Nacional, Museu Vivo da Memória Candanga, Centro Cultural dos Três Poderes -, que abriga o Museu Histórico de Brasília (Museu da Cidade), Espaço Lúcio Costa e o Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, do qual faz parte a Pira da Pátria e da Liberdade -, Museu do Catetinho e Museu de Arte de Brasília, em está em reforma.
Diretor do Museu da República, Charles Cosac conta que o espaço está se preparando para abrir dentro dos protocolos. Uma das regras que será adotada será o limite máximo de pessoas dentro do espaço, ou seja, uma pessoa para cada 9 metros quadrados.
Ele explica ainda que, em respeito aos artistas e expositores que estavam com trabalhos expostos no local, as exposições vão continuar por mais um mês. Depois, parte do acervo da instituição será disponibilizado ao público. Entre eles, a exposição de uma coletânea de quadros chamada Os Sertões.

Memorial JK


Projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 1981, o Memorial JK, dirigido pela neta do ex-presidente Juscelino Kubistchek, Anna Cristina Kubistchek, é um dos poucos espaços abertos na cidade até o momento. O horário de funcionamento no local é das 9h às 17h, como determina o decreto, funcionando de terça-feira a domingo.
Cumprindo as normas preventivas da Organização Mundial da Saúde, o lugar segue uma série de regras, como o uso obrigatório de máscaras para visitantes e funcionários, teste de temperatura e distanciamento social entre os turistas. Pessoas que fazem parte do grupo de risco são orientadas a ficar em casa.
;Reabrimos nosso espaço com todos os cuidados sanitários necessários, obedecendo, com rigor, todas as medidas recomendadas pelo Governo do Distrito Federal;, comenta Anna Cristina. ;Após 100 dias de fechamento, a reabertura do Memorial JK e de outras instituições históricas guardiãs da memória da cidade é muito importante, especialmente, pela preservação do magnífico acervo que poderá ser apreciado pelo público;, avalia.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação