Cidades

Empresa de transporte rodoviário ressarcirá idoso por sumiço de bagagem

A Expresso Guanabara deverá pagar ao passageiro R$ 650 pelos prejuízos materiais e uma indenização por danos morais no valor de R$ 2 mil

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 26/06/2020 15:15
A caixa perdida continha mantimentos comidas típicas e era uma das seis bagagens do idosoA Expresso Guanabara terá que ressarcir um passageiro idoso à quantia referente aos produtos que estavam dentro de uma mala extraviada. Além disso, a empresa indenizará o homem por danos morais.
Segundo o autor, ele sentiu falta de uma das seis bagagensdespachadas em Pombal, na Paraíba ao desembarcar na Rodoviária Interestadual de Brasília. A caixa extraviada continha mantimentos típicos da sua terra natal, como rapadura, farinha, biscoitos, barras de doce e chocolate.
[SAIBAMAIS]O passageiro conta que registrou reclamação junto à empresa e ao PROCON-DF e após diversas tentativas, nenhuma providência foi tomada. Por conta disso, pede que a empresa de ônibus seja condenada a indenizá-lo tanto pelos prejuízos materiais quanto pelos danos morais.
Ao analisar o caso, a juíza ressaltou que o bilhete de passagem, a reclamação feita à empresa e o procedimento administrativo junto ao PROCON comprovam os fatos narrados pelo autor. A magistrada ainda lembrou que, de acordo com o Código Civil, o transportador responde pelos danos causados às pessoas transportadas e suas bagagens.
Dessa forma, a Expresso Guanabara foi condenada a pagar ao autor a quantia de R$ 650,00 referente aos prejuízos materiais e uma indenização por danos morais no valor de R$ 2 mil.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação