Publicidade

Correio Braziliense

Veja a melhor forma de gastar seu FGTS: quite dívidas, invista ou poupe

Um total de 1,1 milhão de trabalhadores receberão o pagamento no DF


postado em 01/07/2020 18:35 / atualizado em 01/07/2020 18:38

Inicialmente, o valor poderá ser utilizado apenas em meio digital, para pagamento de contas, compras on-line ou com débito virtual(foto: Diana Raeder/Esp. CB/D.A Press)
Inicialmente, o valor poderá ser utilizado apenas em meio digital, para pagamento de contas, compras on-line ou com débito virtual (foto: Diana Raeder/Esp. CB/D.A Press)
A Caixa iniciou, na última segunda-feira (29/6), o pagamento do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No Distrito Federal, cerca de 1,1 milhão de trabalhadores poderão receber o pagamento, que tem o objetivo de ajudar no enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecida pelo Governo Federal em razão da pandemia de covid-19.

O pagamento será escalonado e os primeiros a receber são os trabalhadores nascidos em janeiro. O valor do saque é de até R$ 1.045,00 e poderá ser retirado tanto de contas ativas (emprego atual) quanto inativas (empregos passados). No entanto, inicialmente, o valor poderá ser utilizado apenas em meio digital, para pagamento de contas, compras on-line ou com débito virtual. Saques e transferências começam a ser liberados no dia 25 de julho, seguindo cronograma que vai até 14 de novembro. 

Para auxiliar os trabalhadores que receberão o dinheiro, Carlos Terceiro, CEO e fundador da Mobills, startup de gestão de finanças pessoais, lista abaixo cinco dicas de como utilizar da melhor maneira o dinheiro e evitar dívidas e complicações financeiras: 

1. Priorize o pagamento das dívidas 

Segundo o levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) feito em junho, 67,1% das famílias brasileiras estão endividadas, maior patamar desde a série iniciada em 2010. Se você se encontra nessa situação, pagar alguma dívida pendente com o valor do FGTS emergencial é uma ótima opção. O ideal é pagar primeiro as contas em atraso com juros mais altos. Por exemplo, cheque especial, cartões de crédito e financiamentos que costumam ter as maiores taxas de juros do mercado. 

2. Opte pelo menos, menos é mais 

Não compre com essa verba emergencial aquilo que não esteja realmente precisando. Principalmente neste momento em que muitos anúncios e ofertas podem ser tentadores. Para evitar comprar por impulso, lembre sempre das perguntas: "Eu quero? Eu posso? Eu preciso?". 

3. Faça pesquisa de preço 

Se, de fato, precisar comprar um determinado produto, procure fazer pesquisas de preço. Não compre no primeiro lugar que lhe der apenas um pequeno desconto, você pode conseguir mais. Isso vale também para as compras de supermercado. Atitudes como fazer listas de compras e não sair de casa com fome ao ir em um supermercado podem te fazer economizar um bom dinheiro. 

4. Invista em uma fonte de renda extra 

Se você está desempregado ou busca uma maneira de complementar a sua renda, esse dinheiro do FGTS Emergencial pode ser bastante útil para te ajudar a colocar em prática algumas ideias que possibilitem ganhar dinheiro extra com pouco investimento. Por exemplo, se você gosta de cozinhar, pode vender bolos e salgados diversos divulgando em redes sociais e fazendo entregas a domicílio. Pode investir em serviços de estética e beleza, começar a dar aulas on-line ou vender roupas personalizadas, entre outras diversas ideias. Utilize a criatividade, suas habilidades e esse dinheiro a seu favor para começar . 

5. Crie e tente manter uma reserva de emergência 

Esse período de pandemia e quarentena mexeu com a economia em todo mundo e abalou negativamente a vida financeira de milhões de pessoas. Esse fato apenas nos mostra a sensibilidade das nossas finanças, principalmente quando não possuímos um bom controle financeiro. Por isso, um planejamento financeiro mensal e uma reserva financeira são tão importantes. Sabendo disso, se você não estiver endividado ou com dificuldades financeiras, utilize essa verba para dar início a sua reserva financeira - o ideal é que esse fundo seja equivalente a seis meses de gastos mensais e que só seja utilizado em momentos de dificuldades ou oportunidades financeiras. Se você já possuía uma, mas precisou utilizar o dinheiro nesse período, essa é uma oportunidade para restabelecer a quantia necessária para se prevenir de possíveis dificuldades financeiras. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade