Cidades

Covid-19: DF contabiliza mais cinco mortes pela doença

A Secretaria de Saúde registrou 447 novos diagnósticos positivos de coronavírus. São 51.123 pessoas contaminadas

Sarah Peres
postado em 02/07/2020 12:35
Segundo o boletim, a taxa de ocupação dos leitos de UTi da rede pública é de 66,80%
O Distrito Federal contabiliza mais cinco mortes pela covid-19 nesta quinta-feira (2/7), totalizando 571 óbitos pela doença. Considerando as demais 54 vítimas, que eram moradores de outros estados da Federação, mas que receberam tratamento na rede de saúde da capital, o número de pessoas que perderam a vida por causa da pandemia sobe para 625.

Levantamento da Secretaria de Saúde (SES-DF), atualizado às 12h02, indica que mais 447 pessoas receberam o diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Com este acréscimo, os casos de contaminações passam para 51.123. Dados da Sala de Situação, plataforma utilizada pela pasta para informar a situação dos leitos de tratamento da doença no DF, indica uma taxa de ocupação na rede pública de 66,80% e, na iniciativa privada, de 92,34%.

Quanto ao perfil dos pacientes, a maioria ainda é constituída pessoas do gênero feminino: 51,7% (26.434). Homens representam 48,3% dos casos (24.686). A faixa etária com maior número de diagnósticos é de 30 a 39 anos, com 13,91 mil pessoas contaminadas. Em seguida está o grupo com idades entre 40 e 49 anos (11,48 mil) e, por fim, jovens entre 20 e 29 anos (9,69 mil).


Casos por regiões


Ainda, o balanço da Secretaria de Saúde aponta que Ceilândia continua como a região administrativa com mais resultados positivos de covid-19. São 6.686 moradores locais com a doença. Em segundo lugar aparece a área do Plano Piloto, com 3.601 infectados. Taguatinga aparece na terceira posição, com 3.549 pessoas contaminadas. Depois está Samambaia, com 3.510 casos e, então, o Gama (2.462).

[SAIBAMAIS]Quando se trata dos casos de óbitos, apenas Ceilândia prossegue no topo da lista, com 117 vítimas. Em segundo está Taguatinga, com 56 moradores que vieram a óbito por causa da doença. Na terceira posição está Samambaia (53). O quarto lugar fica com a área do Plano Piloto e do Gama. Cada uma das cidades contabiliza a morte de 35 residentes locais.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação