Cidades

Após reabertura, comércio de Ceilândia e Sol Nascente tem pouco movimento

Na manhã desta segunda-feira (20/7), muitos estabelecimentos mantinham as portas fechadas, apesar da autorização para voltar a funcionar

Mariana Machado
postado em 20/07/2020 14:44
O movimento é esperado para quarta, quando a feira também será reabertaApós o governador Ibaneis Rocha ter revogado o decreto que proibia o funcionamento de atividades econômicas não essenciais em Ceilândia e Sol Nascente, as cidades voltam, aos poucos, a ter movimento. Na manhã desta segunda-feira (20/7), o Correio percorreu os centros comerciais e constatou que, mesmo podendo funcionar, muitos estabelecimentos permanecem de portas fechadas.
No Sol Nascente, algumas barbearias aguardavam clientes, mas o movimento era fraco. Já em Ceilândia, o movimento maior era de ambulantes nas proximidades do restaurante comunitário. Ainda assim, poucas pessoas paravam para comprar.
Espera-se, no entanto, que haja um aumento na circulação a partir de quarta-feira, quando a feira permanente estará aberta ao público. Nas ruas, a maioria das pessoas respeitava a determinação de usar máscara de proteção facial.

Protestos

[SAIBAMAIS]Indignados com as restrições impostas pelo governo, comerciantes de Ceilândia chegaram a fazer uma carreata pedindo o retorno das atividades, alegando discriminação com a classe. No dia seguinte, o governador revogou a decisão.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação