Cidades

PMDF reconstitui morte de médico baleado por policial na Asa Sul

Luiz Augusto Rodrigues, de 45 anos, foi morto por um policial militar na madrugada de 28 de novembro de 2019

Darcianne Diogo
postado em 22/07/2020 23:50
policiais trabalhando na ruaA Corregedoria da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) realizou nesta quarta-feira (22/7) a reconstituição do assassinato do médico Luiz Augusto Rodrigues, de 45 anos, morto após ser baleado por um policial militar na madrugada de 28 de novembro de 2019, em um bar na Asa Sul.

O trânsito de veículos nas vias W1, W2 e W3 teve o fluxo desviado, restringindo o acesso à comercial da 314/315 Sul. Participaram da reconstituição os três policiais militares que estavam no dia do crime é o amigo do médico. A caminhonete da vítima também foi um dos elementos utilizados no processo. Eles acompanharão, na condição de testemunhas, a reprodução simulada do homicídio dentro do Inquérito Policial Militar (IPM), instaurado para apurar a abordagem.

Para a fiel reprodução simulada do ocorrido, a PMDF efetuou um disparo de arma de fogo, com a utilização de munição de festim, onde não existe projétil, apenas a luz e o estampido. "Estamos fazendo tudo da mesma maneira do dia do do crime. Até à luz do poste foi desligada para chegar mais próximo do cenário", detalhou o porta- voz da PMDF, major Michello Bueno.

Após a reconstituição, a PMDF irá anexar o processo e apresentar ao Ministério Público.

O caso

O médico foi morto durante uma abordagem por uma guarnição de militares que patrulhavam a região. Investigações apontam que o profissional de saúde costumava frequentar os bares das quadra há, pelo menos, dois anos. No dia do crime, a dupla assistia o jogo entre Flamengo e Ceará. Os dois deixaram o estabelecimento por volta de 0h.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima e o amigo estavam em atitude suspeita, próximos a um carro Ford/Ranger. Durante a abordagem, um deles teria sacado um revólver calibre 38 e apontado em direção aos militares. Segundo a corporação, diante da situação, os PMs efetuaram dois disparos em direção aos homens e declararam ser por legítima defesa.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação