Cidades

Vacina contra covid-19 começa a ser testada na UnB nesta quarta-feira

Estudo realizado pela UnB aplicará a primeira dose da vacina em cinco voluntários nesta quarta-feira (5/8)

Samara Schwingel
postado em 05/08/2020 07:25
A vacina foi fabricada pela chinesa Sinovac BiotechA Universidade de Brasília (UnB) inicia nesta quarta-feira (5/8) os testes da vacina contra covid-19. Em parceria com o Hospital Universitário (HUB), a universidade irá vacinar os cinco primeiros participantes, todos profissionais de saúde que não tiveram a doença e atuam no atendimento a pacientes infectados pelo novo coronavírus.

O HUB é um dos 12 centros no Brasil que participam da fase 3 do ensaio clínico nacional, coordenado pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O ensaio foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e irá testar a eficácia do produto desenvolvido pela farmacêutica Sinovac Biotech. A vacina, chamada de CoronaVac, é inativada e aplicada em duas doses, com intervalo de 14 dias entre elas.

O grupo que desenvolverá a pesquisa no Hospital Universitário conta com uma equipe multiprofissional de 25 pessoas especificamente dedicadas ao projeto, com a responsabilidade de incluir e acompanhar em torno de 850 voluntários. O HUB preparou a infraestrutura para acolher os participantes e o projeto será desenvolvido seguindo as normas nacionais e internacionais de boas práticas em pesquisa clínica.

O cronograma de testes ainda não tem data para terminar. As equipes vão adequar rotinas e protocolos de atendimento nos primeiros dias para vacinar entre 20 e 40 voluntários, até alcançar a meta de, aproximadamente, 850 pessoas. Ao Correio, o coordenador dos estudos no Distrito Federal, Gustavo Romero, detalhou cinco pontos sobre os testes. Segundo ele informou, na época, os pesquisadores estão se esforçando para que os ensaios sejam concluídos com sucesso e em quantidade menor de tempo possível para atender a população.
Os testes começam um dia após o DF ultrapassar os 113 mil casos e registrar 1.432 mortes por covid-19. A notícia traz esperanças para a população da capital federal.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação