Publicidade

Correio Braziliense

Vacina contra o novo coronavírus começa a ser testada em pessoas

Fórmula foi desenvolvida por empresa americana e, se funcionar, pode ser distribuída ainda este ano


postado em 26/05/2020 16:02 / atualizado em 26/05/2020 18:19

(foto: Olivier DOULIERY / AFP)
(foto: Olivier DOULIERY / AFP)
Uma empresa norte-america iniciou, nesta terça-feira (26/5), na Austrália, testes em humanos de uma potencial vacina contra a covid-19. Os testes serão feitos com 130 participantes saudáveis, entre 18 e 59 anos, em dois locais do país. Os voluntários serão divididos em dois grupos, que receberão doses diferentes da chamada NVX-CoV2373.

De acordo com a Novavax, que criou a fórmula, os resultados clínicos são esperados para julho. Caso sejam promissores, serão iniciados novos testes, em mais países e em pessoas de outras faixas etárias. Em testes pré-clínicos, feitos em animais, a vacina da Novavax demonstrou imunidade à doença e presença de anticorpos neutralizadores.

"Administrar nossa vacina nos primeiros participantes deste ensaio clínico é uma conquista significativa, aproximando-nos um pouco mais da fundamental vacina na luta contra a pandemia global de covid-19”, disse Stanley C. Erck, presidente e CEO da Novavax.

Segundo a empresa, o composto tem potencial para ser desenvolvido em velocidade e grande escala, podendo ser acessível para todo o mundo. O anúncio é de produzir até 100 milhões de doses neste ano e mais de 1 bilhão em 2021.
  
Em conferência virtual, Gregory Glenn, chefe de pesquisa, disse que a empresa já está produzindo a vacina antecipadamente para o caso de obter os resultados esperados no teste. "Estamos, paralelamente, fazendo doses para poder implantá-las até o fim deste ano", explicou. 

O desenvolvimento da vacina tem apoio da Coalizão de Inovações em Preparação para Epidemias (CEPI), grupo internacional para o controle de doenças, que prometeu investir até US$ 384 milhões em financiamento adicional, além dos US$ 4 milhões de dólares que investiu em março. A Novavax é uma empresa de biotecnologia que trabalha com prevenção de doenças infecciosas. Desde o anúncio dos testes, as ações da empresa valorizaram 20%. 


10 vacinas são testadas em humanos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos 10 vacinas estão na fase de testes em humanos. Semana passada, os primeiros testes de um composto feito pela China deu resultados positivos e foi iniciada a segunda fase de testes com 500 voluntários. 

Além disso, em torno de 120 vacinas estão em desenvolvimento em todo o mundo. Duas delas no Brasil. Os compostos estão sendo estudados pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a previsão é de que os testes em humanos comecem em 2021. 

Segundo a OMS, uma vacina é extremanete necessária para romper a propagação do coronavírus. A instituição defende o acesso universal a qualquer vacina que seja aprovada, ou seja, a quebra de patentes. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade