Publicidade

Correio Braziliense

Lorde cancela show em Israel por questões políticas-sociais

Correio já tinha adiantado que cantora estava repensando apresentação no país judeu. Agora Lorde cancelou de vez show


postado em 26/12/2017 16:50 / atualizado em 26/12/2017 16:53

Cantora não irá a Israel por conta de questões políticas(foto: VALERIE MACON)
Cantora não irá a Israel por conta de questões políticas (foto: VALERIE MACON)


A cantora Lorde decidiu cancelar uma apresentação planejada para 5 de junho de 2018 em Tel Aviv, Israel, devido a questões político-sociais. A jovem de 21 anos estava enfrentando fortes críticas do movimento BDS (sigla em inglês para boicote, desinvestimento e sanções), que acusava Lorde de legitimar o regime israelense de dominação palestina ao se apresentar no país. O show estava previsto para abrigar um público que 15 mil pessoas.

O Correio tinha adiantado que a cantora estava reconsiderando a apresentação. E na manhã desta terça-feira (26/12), Lorde foi as redes sociais anunciar oficialmente que a apresentação estava cancelada. “Eu tive muita discussão com pessoas de diferentes pontos de vista e eu acho que a decisão certa é cancelar o show. Eu tenho muito orgulho de ser uma jovem cidadã que se informa, e eu tenho certeza que fiz muita leitura e pesquisa sobre isso”, escreveu a cantora. Ela ainda completou: “Eu sinto muito por ter de reverter minha decisão de me apresentar para vocês. Eu espero que um dia podemos todos dançar juntos”.

Respostas


Em resposta, Eran Arielli, um dos promotores israelenses do show afirmou: “Nós perdoaremos você”. Já o ministro da Cultura israelense teve um posicionamento mais forte em entrevista ao portal Variety: “Lorde, eu espero que você seja uma 'heroína pura', como no título do seu primeiro álbum, uma heroína de pura cultura, livre de qualquer forma de ridículas considerações políticas estrangeiras”. 

Polêmicas

Enquanto a ação de boicotar os shows em Israel são reforçadas por artistas como Elvis Costello, Thurston Moore, Lauryn Hill e agora Lorde, outros músicos parecem não considerar as tais questões nos países que tocam, como Radiohead, Nick Cave, Lady Gaga, Rihanna e Justin Timberlake, que já estiveram em Israel.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade