Publicidade

Correio Braziliense

Close, beleza: La Rubia recebe competição de voguing. Entenda o que é

O voguing subverte ideais de masculinidade e feminilidade, além de empoderar a comunidade LGBTQ%2b


postado em 03/08/2018 19:12 / atualizado em 03/08/2018 19:52

Amenda Nudes performa hoje na Festa Reputation e amanhã será hostess, no La Rubia(foto: Pop up drag)
Amenda Nudes performa hoje na Festa Reputation e amanhã será hostess, no La Rubia (foto: Pop up drag)
 
Pela primeira vez, o La Rubia recebe uma competição de dança vogue com o tema cabaré burlesco, neste sábado (4), a partir das 18h. Além de servir de vitrine ao movimento que ganha força em Brasília, o estabelecimento oferecerá prêmios em dinheiro para as vencedoras de cada categoria. Até então, as competições ficaram restritas à cena underground brasiliense, tal como em suas origens, no anos 1980, quando clubes nova-iorquinos frequentados majoritariamente por LGBTQ+ negros promoviam as chamadas balls (bailes, em tradução livre). 

“Eles vêm para o baile por uma noite e vivem uma fantasia. No baile, você pode exibir sua elegância, sua sedução, sua beleza, seu charme, sua inteligência”, relata drag queen Pepper LaBeija em Paris is burning, documentário que registrou a vivência de personagens LGBTQ envolvidos nas balls e que contribuiu para alavancar a arte nos anos 1990.

As performances de vogue são baseadas nas poses de modelos da revista de moda homônima. Inspirou Madonna a lançar a videoclipe que exalta os movimentos da dança. “Desde que eu era menino, vendo Madonna, eu já tinha interesse pela dança . Notei que em brasília tinha uma cena forte e resolvi organizar esse evento”, explica o  arquiteto, sociólogo  e dono do estabelecimento, Marcelo Galo, que juntamente à Kiki House of Calliandra (as houses, ou casas, são, simultaneamente, famílias afetivas e um espaço de prática) elaboraram o evento.

“Temos que prestar atenção para que a gente não exclua as pessoas de periferia”, conta Gabriel Macedo, que atenta para o fato de arte ter surgido na mão de pessoas com pouco, ou sem nenhum poder aquisitivo. Ele, incorporado na drag Demo Queen, mãe das Caliandras, será um dos jurados do evento.
 
 

“A palavra chave, para mim, é visceralidade”, resume Gabriel sobre o que espera de uma boa performance das competidas. “Costumo olhar bastante para a performance e a intensidade que é colocada nela; também valorizo bastante a unicidade, o que a pessoa serve para mostrar que é diferente de todas ali presentes.” 

Hostess habitual no La Rubia, a drag Amenda Nudes mediará a festa. “Além de o voguing ser um movimento de dança, é um movimento de empoderamento, de resistencia. Qualuer tipo de cultura queer precisa de resistência. O vogue permite que e a gente coloque para fora todo o preconceito que sofremos no dia a dia”, diz a performer. Ela também participa de outros eventos. Nesta sexta-feira (3/8), performará na festa Reputation à trois.


Reputation à Trois #003

 
A festa dedicada a à cultura LGBTQ chega à terceira edição no Sub Dulcina (SHCS), com oito DJs, duas Pistas, muitas drag queen, tinta neon para realçar a beleza e muita música pop. “Entre outras surpresas”, promete Victor Eiras, idealizador da festa. Ele acredita que "todas as formas de expressão de empoderamento LGBTQ merecem ser exaltadas". Ingressos: R$20 até 23h30, R$25 até 0h30 e R$30 o restante da noite. Não recomendado para menores de 18 anos. 


Serviço 

I La Rubia KIKI BALL Vogue Batle
La Rubia Café (CLN 404, Bl B, Lj 44, Asa Norte; 3202-1717)
Nesta sábado (4), a partir das 18h 
Entrada franca
Não recomendado para menores de 18 anos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade