Publicidade

Correio Braziliense

Vilão de 'Tito e os pássaros' é inspirado em Donald Trump

Um dos diretores da animação, Gustavo Steinberg, afirmou que os americanos já perceberam as semelhanças


postado em 03/01/2019 11:00 / atualizado em 03/01/2019 11:02

Vilão foi inspirado em Donald Trump(foto: Reprodução YouTube)
Vilão foi inspirado em Donald Trump (foto: Reprodução YouTube)

Tito e os pássaros ainda não chegou aos cinemas brasileiros, no entanto a repercussão positiva em festivais somada à qualificação para o Oscar 2019 geram expectativa para a estreia.

 

A animação nacional conta com três diretores: André Catoto, Gabriel Bitar e Gustavo Steinberg. O último admitiu em entrevista ao UOL que o vilão do filme, Alaor Souza, foi inspirado no presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. "Trump está lá, no topete, no jeito, tanto é que a mídia americana está identificando claramente, e se surpreendendo que precisou de um filme de animação brasileiro para falar dele", completa.

 

Steinberg ainda revelou que outras personalidades ajudaram a compor o malfeitor, que ganhou a voz de Mateus Solano. "Há outras referências também: Berlusconi, Rupert Murdoch", explica.

 

A animação


Tito e os pássaros conta a história de Tito, um garoto que vive com a mãe e procura a cura para uma doença que é contraída quando uma pessoa se assusta. Em sua jornada, ele conta com a ajuda do pai, dos amigos e, claro, dos pássaros.

 

O longa recebeu elogios no circuito de festivais e foi coroado com a indicação ao prêmio Annie, maior honraria na produção de desenhos animados.

 

A animação traz efeitos visuais surpreendentes mesclando pintura a óleo com efeitos digitais e pode levar o Brasil a disputar o Oscar da categoria pela segunda vez em três anos. 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade