Publicidade

Correio Braziliense

Vanderson presta depoimento em delegacia e nega acusações

Biólogo foi eliminado na última quarta-feira e assegurou que não é agressor


postado em 26/01/2019 12:59

(foto: Reprodução/Globo Play)
(foto: Reprodução/Globo Play)

Quando se inscreveu no na 19ª edição do Big Brother Brasil, Vanderson imaginava que ficaria famoso, mas certamente não de maneira negativa. De volta ao Acre, o biólogo foi ouvido na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), em Rio Branco, sobre as denúncias feitas por três mulheres. Ele é acusado de estupro, agressão física e importunação sexual.

Após o depoimento, Vanderson deu entrevista ao portal G1 e negou todas as acusações. O ex-BBB ainda se disse surpreso com as denúncias. "Foi uma surpresa extrema. Não fazia noção do que estava acontecendo. Fui acordado com a notícia de que teria que sair do programa, mas fui ter noção hoje (quinta) pela manhã quando me contaram quais eram as acusações. Tudo era muito superficial e agressivo, principalmente nas redes sociais”, relatou. 

As denúncias foram feitas um dia antes do acreano entrar na casa mais vigiada do Brasil. Vanderson teve que deixar o confinamento na manhã de quarta (23).  "Não sou agressivo. Fui criado por quatro mulheres, três irmãs e minha mãe. A vivência com mulher é desde que nasci, trago isso para as relações, sejam de amizade ou amorosas. Isso é extremamente desconfortável porque tenho um histórico de vida, mas alguém pontua uma coisa e cria-se uma situação ou fragilidade emocional ou ego ferido e isso acaba ferindo a integridade do outro", declarou ao portal de notícias.

O acreano ainda foi acusado nas redes sociais de ser agressivo e abusivo nos relacionamentos amorosos. Uma dessas acusações partiu da ex-namorada Maíra Menezes, que afirmou ter sido agredida pelo professor. Os dois terminaram o relacionamento em 2011.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade