Publicidade

Correio Braziliense

'O corcunda de Notre-Dame' bate recorde de vendas na Amazon após incêndio

Catedral histórica de Paris pegou fogo por 12 horas na última segunda (15/4)


postado em 16/04/2019 15:48 / atualizado em 16/04/2019 15:48

(foto: Zakaria ABDELKAFI/AFP)
(foto: Zakaria ABDELKAFI/AFP)

 

Em meio a comoção global causada pelo incêndio que devastou a catedral Notre-Dame, em Paris, na última segunda (15/4), as vendas do romance O corcunda de Notre-Dame dispararam na Amazon França. A obra de Victor Hugo, lançada em 1831, lidera os números da plataforma nesta terça (16/4).

 

O livro, na época, alertou os moradores da cidade para o estado precário em que a Notre-Dame se encontrava. A partir da movimentação, as autoridades iniciaram obras de restauração. Os personagens Quasimodo e Esmeralda foram adaptados para o cinema diversas vezes, como na animação da Disney de 1996. 

 

Durante o incêndio da igreja na última segunda (15/4), um trecho da obra chamou atenção por descrever a cena com precisão. "Todos os olhares se dirigiam para a parte superior da catedral e era algo extraordinário o que viam: na parte mais elevada da última galeria, acima da rosácea central, uma grande chama subia entre os campanários com turbilhões de faíscas, uma grande chama revolta e furiosa.", narrou Victor Hugo.  

 

Reconstrução 

 

O presidente da França, Emmanuel Macron, prometeu: “Vamos reconstruir a Notre-Dame”. Ainda enquanto os bombeiros lutavam contra as chamas, empenhados em salvar o inestimável patrimônio cultural presente no edifício, Macron admitiu que estavam pela frente “horas muito difíceis”, mas celebrou as notícias do fim da noite: a estrutura principal, parte dela datada do século 13, estava salva, assim a fachada imponente e duas das torres, embora a principal delas tenha ruído. “O pior foi evitado, mesmo se a batalha ainda não foi completamente vencida”, disse o presidente, visivelmente abalado, depois de cumprimentar os bombeiros e anunciar que “os maiores talentos” da França serão convocados para a restauração.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade