Publicidade

Correio Braziliense

Produções brasileiras vivem momento de destaque na tevê e no streaming

As histórias abordam temas como Amazônia, educação, tráfico de drogas e o mundo do crime


postado em 05/11/2019 06:19 / atualizado em 05/11/2019 10:14

Aruranas(foto: Fábio Rocha/ Divulgação)
Aruranas (foto: Fábio Rocha/ Divulgação)

 

Consolidados por boas performances de audiência e de repercussão nas redes sociais, as novas séries brasileiras têm crescente projeção nas plataformas de streamings. Com produções que abordam cada vez mais a realidade nacional, é acrescida uma pitada de dramaturgia para chegar à receita ideal: o resultado capta cada vez mais a atenção dos espectadores.

 

O período é promissor para alavancar novos conteúdos, e alguns, como Irmandade, Sintonia, Aruanas, Segunda chamada, Pico da neblina, Irmãos Freitas, A vida secreta dos casais e Santos Dumont, já entraram para a lista dos queridinhos. Na teia de produções audiovisuais deste ano, os seriados nacionais conquistaram espaço representativo e ajudaram a fortalecer o mercado brasileiro. Confira quais são as novas séries que ganharam o público ou estão chegando ao cenário com um futuro promissor.

 

Irmandade

 

Lançada no dia 25 de outubro, Irmandade, a nova produção original da Netflix, é dirigida por Pedro Morelli e conta a história de Cristina (Naruna Costa), uma advogada honesta que descobre, após 20 anos sem contato com Edson (Seu Jorge), que o irmão está preso e comanda uma facção criminosa em ascensão intitulada Irmandade. “O projeto nasceu quando a Netflix chegou à O2 com alguns temas que eles gostariam de abordar, entre eles estavam as facções criminosas. Eu me interessei muito e peguei isso para mim. A Andreia Barata foi uma grande parceira me colocando nesse projeto”, conta o diretor Pedro Morelli. Ambientada em São Paulo dos anos 1990, a série acompanha a profissional, que acaba forçada pela polícia a se infiltrar na facção e a trabalhar contra o irmão.

 

Sintonia

 

No ar desde o início do segundo semestre, Sintonia também é uma série original da Netflix. Dirigida por Kondzilla e Johny Araújo, o drama tem a periferia paulista como cenário. É na fictícia favela Vila Áurea que moram três amigos de infância: Doni (Jottapê), Nando (Christian Malheiros) e Rita (Bruna Mascarenhas). Se a infância foi compartilhada, os jovens escolhem caminhos totalmente diferentes depois que crescem. Rita mora sozinha e se vira para sobreviver. Trabalha como ambulante nos trens e metrôs de São Paulo, e é “expert” em fugir dos fiscais, visto que não tem licença para vender as mercadorias. Ao passar por uma situação embaraçosa, a garota encontra Jesus e segue a vida em busca da fé. Doni sonha em ser um funkeiro famoso. Filho de um casal de evangélicos, o jovem divide a vida entre a escola, o funk e o trabalho na mercearia do pai.

 

Aruanas

 

Estrelada por Débora Falabella, Taís Araújo, Tainá Duarte e Leandra Leal, Aruanas, nova série original do Globoplay, traz a questão ambiental com ênfase na Amazônia como tema. Dirigida por Carlos Manga Jr. e escrita por Estela Renner e Marcos Nisti, a temporada completa está disponível na plataforma Globoplay. As amigas Natalie (Débora Falabella), Luiza (Leandra Leal) e Verônica (Taís Araujo) fundaram a ONG Aruana, referência mundial em ambientalismo investigativo. Com uma estagiária na equipe, Clara (Thainá Duarte), as quatro vão em busca de conseguir provas para denunciar a mineradora KM. A suspeita é de que a empresa é responsável pelo aumento de doenças neurológicas em uma cidade nos arredores da floresta amazônica.

 

Segunda chamada

 

Segunda chamada recém-estreou na televisão aberta e é uma produção original da Globo que aborda a realidade do ensino público brasileiro e a rotina dos professores da rede pública na Escola Estadual Carolina Maria de Jesus. Cada episódio é baseado em acontecimentos reais. Na escola, cinco professores fazem de tudo para transformar a vida dos alunos. Divididos entre o trabalho, a família e o colégio, os estudantes encaram uma tripla jornada para buscarem uma nova oportunidade na vida. A luta contra o cansaço após um longo dia de trabalho, a infraestrutura precária da instituição e um amplo leque de estudantes, de 17 a 70 anos, com os mais variados perfis e histórias, compõem a narrativa.

 

Pico da neblina(foto: HBO/ Divulgação)
Pico da neblina (foto: HBO/ Divulgação)
 

 

Pico da Neblina

 

Fugindo do clichê, Pico da Neblina, série da HBO, tem como temática as drogas e o tráfico com uma nova perspectiva. Biriba (Luis Navarro) é morador da periferia paulista e encontra no tráfico de maconha a renda para sustentar a mãe, a irmã e as sobrinhas. O diferencial no negócio de Biriba são as diversas formas da cannabis que ele oferece aos clientes, formando uma clientela assídua. No entanto, quando um projeto que legaliza a maconha no Brasil é aprovado para uso recreativo e medicinal, Vini (Daniel Furlan), um dos clientes de Biriba, propõe uma sociedade com o traficante para que, juntos, eles possam comercializar a droga legalmente.

 

A vida secreta dos casais

 

Desde o último dia 13, a HBO exibe a segunda temporada de A vida secreta dos casais. Lançada no ano passado, a série debate temas atuais por meio da história de diferentes casais e a partir da narrativa da sexóloga e terapeuta Sofia (Bruna Lombardi). “Quando você trabalha com uma série desse tamanho, uma produção grandiosa e com grandes temas, é preciso ter um olhar abrangente. A gente procura desenvolver todas as sementes plantadas na primeira temporada para que frutifiquem na segunda”, avalia Bruna.

 

Irmãos Freitas

 

Desde 20 de outubro, o canal Space lança a série Irmãos Freitas. Criada por Sérgio Machado e Walter Salles, a produção conta a história de Acelino “Popó” Freitas e seu irmão, Luís Cláudio, dois boxeadores que deixaram a periferia de Salvador para brilhar nos ringues. Os atores Daniel Rocha e Rômulo Braga são os responsáveis por dar vida à narrativa. Gravado com qualidade de cinema, o seriado é mais uma atração nacional que ganha espaço na televisão fechada brasileira. “A gente conseguiu ter uma linguagem especial mesmo, com um nível de qualidade de cinema.”, comenta Daniel Rocha.

 

Santos Dumont

 

A vida do inventor brasileiro, considerado “pai da aviação”, é tema da minissérie Santos Dumont, que estreia em 10 de novembro na HBO e no serviço de streaming HBO GO. A trama é composta por seis episódios e traz João Pedro Zappa como protagonista. Conhecido e aclamado como o primeiro homem a voar em um avião, o aviador é o protagonista da narrativa, que se desdobra entre a França e o Brasil dos séculos 19 e 20. Além dos grandes feitos de Dumont, a produção narra a trajetória do personagem desde a infância nos cafezais em Minas Gerais até os bailes, salões e aeroclubes de Paris.

 

* Estagiária sob a supervisão de Severino Francisco

* Colaborou Adriana Izel 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade