Publicidade

Correio Braziliense

Espaços brasilienses para celebrar a cultura

Museus e centros culturais compõem a lista de pontos culturais na capital


postado em 06/11/2019 10:00 / atualizado em 06/11/2019 10:05

Próximo a ponte JK, CCBB é recebe diversas programações culturais (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Próximo a ponte JK, CCBB é recebe diversas programações culturais (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

 

Estabelecido por lei em 1970, o dia 5 de novembro celebra o Dia Nacional da Cultura, data comemorativa que movimenta artistas e centros culturais. Apesar de ser conhecida pela arquitetura única, a capital federal também possui uma diversidade de polos culturais. Confira abaixo uma lista com alguns museus, bibliotecas, centros culturais e teatros para festejar a cultura! 

 

Localizado na W3 Sul, ECRR movimenta Brasília com a programação oferecida (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Localizado na W3 Sul, ECRR movimenta Brasília com a programação oferecida (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)

 

Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul, Bl. A, lj. 72) 

De 8 a 10 de novembro, às 17h estará em cartaz no espaço o espetáculo Adaptação, uma história bem-humorada que apresenta como um grupo formado por um diretor teatral frustrado por não conseguir criar mais; uma atriz recém-chegada à cidade grande; uma transsexual que adaptou o corpo; e um dinossauro que não sabe se sobreviverá a adaptações da espécie irão conseguir se adaptar a situações impostas. Entrada franca. Não recomendado para menores de 12 anos. 

 

Ainda de 8 a 10 de novembro, às 20h, o espaço apresenta o monólogo sobre questões raciais Nas encruza. Um espetáculo que mostra ao público as dificuldades vividas por quem é agredido com racismo e homofobia. Os ingressos custam R$ 30 (inteira). Não recomendado para menores de 14 anos. 

 

Centro Cultural Banco do Brasil (SCES, Tc. 2, lt 22)

Até a próxima semana filmes como O monstro do ártico, A criatura do cemitério e Carrie, a Estranha movimentarão o cinema do espaço na mostra Stephen King: O medo é seu melhor companheiro. Necessário verificar a classificação indicativa das produções. 

 

Caixa Cultural Brasília (SBS, Q. 4, lt 3/4)

Fernando Lopes- 50 anos de desenho fica em exposição na Caixa Cultural até 15 de dezembro e pode ser visitada de 9h30 às 21h. As 250 imagens que fazem parte do cotidiano brasiliense e encantam os visitantes com traços inconfundíveis. Não é permitido acesso com bolsas, mochilas, bebidas, comidas e guarda-chuvas. Entrada franca. Classificação indicativa livre. 

 

Outra mostra é Teoria dos conjuntos, que pode ser visitada até 15 de dezembro, de 9h30 às 21h. Reunindo 32 fotos montadas em suportes e formatos variados, a exposição apresenta fotografias de Bruno Veiga em seis viagens do artista à cidade de Budapeste, na Hungria. Entrada franca. Classificação indicativa livre. 

 

Fundação Nacional das Artes (Eixo Monumental, SDC, lt 2)

De 9 a 10 de novembro, às 16h, o espetáculo Semente chega ao teatro apresentando toda a poesia da metamorfose da semente, das frutas e flores em relação aos desejos e sonhos da arte. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). Classificação indicativa livre. 

 

Em frente ao memorial escultura de Sarah e Juscelino Kubitschek recebem visitantes (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Em frente ao memorial escultura de Sarah e Juscelino Kubitschek recebem visitantes (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 

 

Memorial JK 

Apresentando a história de Juscelino e Sarah Kubitschek, o museu (Eixo Monumental Oeste, Praça do Buriti) é um ótimo lugar para os admiradores do idealizador da capital brasileira. O memorial conta com imagens e dados históricos que prometem encantar o público. O espaço funciona de terça a domingo de 9h às 18h. O ingresso custa R$ 10 (inteira), meia-entrada para crianças e idosos. Classificação indicativa livre. 

 

Memorial dos Povos Indígenas 

Formado por artefatos e com a história dos povos indígenas, os visitantes do memorial (Eixo Monumental Oeste, Praça do Buriti) aprendem mais sobre os povos, aldeias e a cultura dos índios, além de mostrar a beleza da diversidade entre as tribos. O museu funciona de de terça a sexta-feira das 9h às 17h e aos sábados, domingos e feriados de 10h às 17h.  A entrada é franca e a classificação indicativa livre. 

 

Próximo a rodoviária, Biblioteca Nacional recebe estudantes de toda a capital (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Próximo a rodoviária, Biblioteca Nacional recebe estudantes de toda a capital (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
 

 

Biblioteca Nacional 

Próximo a Rodoviária do Plano Piloto, o edifício retangular é destino de muitos estudantes da capital. A Biblioteca Nacional funciona de segunda à sexta-feira, de 9h às 19h, e aos sábados, de 10h30 às 15h. O acesso à cartografia, iconografia, manuscritos, obras gerais, obras raras e publicações seriadas possuem horários diferenciados e estão disponíveis no site da biblioteca. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade