Diversão e Arte

Secretaria de Cultura e BRB anunciam plano econômico para setor cultural

Tendo em vista o impacto das medidas de prevenção ao Covid-19, gestores formalizam linhas de crédito e edital de cultura

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 18/03/2020 17:23
Tendo em vista o impacto das medidas de prevenção ao Covid-19, gestores formalizam linhas de crédito e edital de cultura
Entre adiamentos e cancelamentos de atividades culturais, o impacto das medidas de prevenção ao novo coronavírus no setor é grande. Nesta quarta-feira (18/3), a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF em parceria com o Banco de Brasília formalizou um plano econômico para socorrer agentes culturais.

Com sinal verde do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), o secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues, esteve com a gerência da instituição bancária para alinhar três linhas de crédito. A primeira será voltada ao microempreendedor, com valores que variam entre R$ 800 a R$ 15 mil. As outras duas serão destinadas a produtores de grande porte, sem limite máximo, com prazos e carências diferenciados.

O secretário garante que o processo será simplificado. De modo a facilitar a obtenção do recurso, o banco designará uma agência específica para o atendimento aos agentes culturais.
Após a reunião, Rodrigues também anunciou que o BRB vai lançar um edital de cultura no valor de R$ 750 mil. "É uma prova de que o GDF está sensibilizado e fazendo o que pode para atenuar esse problema que atinge todos", disse em vídeo divulgado nas redes sociais.

Os detalhes das linhas de crédito e do edital serão publicados em breve.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação