Diversão e Arte

Em tempos de isolamento, setor musical cria festivais on-line

Como forma de manter a produção artística em vigor e interagir com o público durante quarentena, artistas, produtoras e gravadoras criam festivais com transmissão on-line nas redes sociais

Adriana Izel
postado em 21/03/2020 06:10
Sandy participou da abertura do Festival Música em Casa, promovido pela Universal Music no Instagram

O avanço do coronavírus colocou o mundo em alerta. Os países em que a Covid-19 foi disseminada adotaram medidas de segurança. Evitar aglomerações foi uma das principais ações. O que impactou diretamente na realização de shows e festivais. Centenas foram cancelados e adiados pelo planeta. No meio dessa crise, a resiliência falou mais alto. No mundo da música, artistas, produtoras e gravadoras perceberam que poderiam usar a internet como aliada. A primeira grande ideia nesse sentido veio de Portugal. Desde a última terça-feira, 78 artistas fazem shows com transmissões ao vivo em perfis no Instagram. A maioria delas faz a apresentação em casa, com o objetivo de atingir os fãs que estão em quarentena. A agenda estava prevista para ser encerrada amanhã após mais de 40 horas de música.

[SAIBAMAIS] A iniciativa lusitana inspirou os brasileiros que resolveram criar versões do festival. Pela internet é possível encontrar diferentes projetos. Em todos, a ideia é manter a produção artística em vigor e interagir com o público. Uma das primeiras a surgir foi o Isolamento Acústico, promovido pela Loop Discos. Até 9 de abril, sempre às 20h, artistas nacionais se apresentam no perfil @loopreclame no Instagram. Entre os nomes confirmados: Bibiana Petek, BemQuerê (Portugal), Carla El, Duca Leindecker, Frank Jorge, João Maldonado, Lucas Silveira (Fresno), Lila Trentini, Rê Adegas, Nani Medeiros, Rafa Malenotti, Rod Krieger, Antonio Villeroy e Yas Speransa.
Desde quarta-feira, a plataforma MangoLab promove o projeto Quarentena Sessions. Diariamente, um artista ou uma banda se apresenta em lives de 30 a 40 minutos. Além do show, o espaço serve para a divisão de mensagens de positividade. ;O projeto nasce como uma reação a essa situação. Tá todo mundo entendendo ainda como agir e reagir. O primeiro ponto é que temos uma crença de que a música e arte, em geral, não são servidas apenas nos momentos de fartura. Mas a arte, como um todo, tem como oferecer apoio, resiliência, alívio e até cura mentalmente. O segundo ponto é que, como agentes culturais, estamos vivendo um momento muito difícil em nível de trabalho e produtividade. Então, essa é uma forma de encorajar todos os artistas e de entender como podemos rentabilizar mesmo dentro de casa;, avalia Eduardo Sena, do Quarentena Sessions.
Lucas Silveira, ex-Fresno, foi um dos artistas a se mobilizar e integrar os festivais on-line. Ele participa do Isolamento Acústico Festival

O line-up reúne o maior número de vivências, desde artistas da periferia, mulheres até diferentes gêneros e linguagens artísticas. As apresentações têm horários variados e ocorrem no perfil oficial do MangoLab no Instagram. Entre os nomes que participam da iniciativa de hoje até o fim do projeto estão: Julio Secchin, A Banca 021, Valuá, Camões, Rafa Pinta & Thom Verardi, Larinhx, JOCA, Carlos do Complexo, e Lila.
Também foi na quarta-feira que teve início o Festival da Sala de Casa, iniciativa de um coletivo de artistas. O candango Léo Brito, músico e professor de Taguatinga, é um dos integrantes do projeto. ;Essa ideia, na verdade, veio de Portugal com o Eu fico em casa. Então inspirados nela aproveitamos os músicos que estão em quarentena para fazer lives;, revela Léo Brito. Para o músico, a iniciativa é importante para disseminar a produção: ;Também é um meio de manter nosso trabalho e mostrar a união dos artistas;.

Com programação agendada até 10 de abril, o festival valoriza a música independente. A transmissão ocorre no perfil de cada artista, enquanto o perfil oficial do evento (@festivaldasaladecasa) serve para reunir as informações e o line-up.

Versões diferenciadas


No ano passado, o músico Marcos Almeida lançou o álbum Lá em casa. Este ano, o artista iniciaria a turnê do álbum. A série de shows foi cancelada em função da pandemia de coronavírus. Como forma de manter as apresentações, ele decidiu fazer shows on-lines nos mesmos dias e horários. Isso aconteceu em relação as datas do Rio de Janeiro e de Brasília. Antes mesmo de seguir o plano para Belo Horizonte e Recife, locais que também havia dias previstos, veio a proposta do Festival Lá de Casa, uma junção da ideia individual, inspirado no festival português e a pedido de amigos artistas.

Almeida reuniu um time e bolou o projeto que teve início na sexta-feira e segue até amanhã com transmissões diárias de 17h até meia-noite. Os shows ocorrem no perfil oficial de cada artista. ;É um festival nos mesmos moldes dessas lives que fiz em casa mesmo no mesmo horário e dia dos shows que foram adiados. Nesse contexto, recebi a notícia dos artistas de Portugal e fui incentivado por várias pessoas para fazer aqui também;, revela. Além das apresentações musicais, o diferencial do Lá de Casa é ter aberto espaço para diferentes vertentes artísticas. Fotógrafos, humoristas e artistas plásticos também integram o line-up, que tem nomes de peso como Gustavo Bertoli (vocalista da banda brasiliense Scalene), Baby do Brasil e o comediante Rafael Portugal. ;Tentamos fazer algo bem plural, com todos os estilos e explorando outras artes. Nesse momento de caos, de calamidade, e de um certo temor a arte sempre emerge como um farol, uma forma de voltar a sonhar;, avalia.

Músico Marcos Almeida transformou a frustração do cancelamento da turnê do novo disco em oportunidade de shows virtuais

Desde sexta-feira, também ocorre no Instagram o Festival Música em casa, que segue com programação até 29 de março. A iniciativa é da Universal Music, que aproveita os artistas vinculados a ela. Com apresentação de Sabrina Sato, os shows ocorrem em formato intimista com transmissão no perfil oficial do festival e apresentação de cinco artistas. Cada show tem duração de 30 minutos. Na abertura, apresentações de Sandy, Mar Aberto, Maneva, Michel Teló e Cortesia da Casa. O line-up terá nomes como Vitão, Atitude 67, Jão, Felipe Araújo, Melim, Maneva, Di Ferrero, As Bahias e a Cozinha Mineira, Lauana Prado, Léo Santana e Paula Fernandes.
O sertanejo Michel Teló integra o lineup do Festival Música em Casa, promovido pela Universal Music no Instagram

Amanhã, das 16h às 21h, tem também o Jazz Mansion ; #EuFicoEmCasa, que segue o mesmo formato de levar shows para a casa do público. A diferença é que o projeto conta com um crowdfunding, que ficará disponível até o final da transmissão. O valor arrecadado será dividido igualmente entre as bandas e artistas participantes. A contribuição mínima é de R$ 10.

Os festivais on-line também chegaram a Brasília. Cezar Degraf, integrante da banda Vontana, decidiu criar o Alto Volume Live Sessions, que começa em 26 de março e segue com programação até 1; de abril no Instagram. Estão escaladas mais de 20 bandas e artistas solos. A cada noite, a partir das 20h, serão três shows de 30 minutos de duração. ;Nesse momento de conscientização e do distanciamento social pelo bem coletivo, a música é uma ferramenta que traz união, conforto e entretenimento. Isso poder ser desfrutado com eventos on-line, como se ao vivo fossem. Distantes, separados, mas juntos, unidos pela tecnologia;, afirma Cezar, idealizador do projeto Alto Volume.

A banda de rock brasiliense Alto Volume reunirá os artistas de Brasília no festival on-line Alto Volume Live Sessions


Programe-se


Jazz Mansion

; Em 22 de março, das 16h às 21h. Transmissão em instagram.com/jazzmansion. Line-up será divulgado na página oficial. Link do crowdfunding: bit.ly/kickantejazzmansion.


Festival Lá de Casa

; Até 22 de março. Transmissões das 17h à meia-noite no perfil do Instagram dos artistas. Line-up: Bruna Caram, Somos 2 de 1, Gerson Borges, Nobat, Paulo Nazareth, Yohomama Music, Ana Müller, Saulo von Seehausen, Brisa de La Cordillera, Victor Mus, Rafael Portugal, Jay Horsth, Márcio Lugó, Paulo Leal, Tiago Arrais, Keops & Raony, E D M U N D O, Thiago Bruno, De Maria, Ana Gabriela, Amanda Rodrigues, Lorena Chaves, Bola, Hell, Yohannah, Matheus Ávila, Hotelo, Gabriel Gonti, Pedro Schin, Bryan Behr, Dois é Par, João Klein, Gustavo Bertoni, Estêvão Queiroga e Luiza Caspary. Informações em instagram.com/festivalladecasa.


Festival Fico Em Casa Br

; De 24 a 27 de março. 60 apresentações únicas em 40 horas de formatos inéditos e intimistas. Informações em instagram.com/festivalficoemcasabr.


Quarentena Sessions

; Até 29 de março. Uma transmissão diária com horários variáveis (15h, 16h, 17h, 19h e 21h) em instagram.com/mangolab. Line-up: Julio Secchin (22/3, 17h); A Banca 021 (23/3, 17h); Valuá (24/3, 19h); Camões (25/3, 19h); Rafa Pinta & Thom Verardi (26/3, 15h); Larinhx (27/3, 21h); JOCA (28/3, 15h); Carlos do Complexo (28/3, 21h); e Lila (29/3, 16h).


Festival Música em Casa

; Até 29 de março. Transmissão diária às 19h em instagram.com/festivalmusicaemcasa. Line-up: Sandy, Mar Aberto, Maneva, Michel Teló, Cortesia da Casa, Vitão, Atitude 67, Jão, Felipe Araújo, Melim, Di Ferrero, Bryan Behr, As Bahias e a Cozinha Mineira, Lauana Prado, Léo Santana, Juan Marcus & Vinícius, Lucas Reis & Thácio, Júlia & Rafaela, Greg BBX, PH e Michel, Guga Nandes, Ana Clara, Clau, Donatto, Paula Fernandes, Gabily, Tayrone, Luísa Sonza, Shark, Lucas e Orelha, Dj Batata, Mumuzinho, DAY, Carol Biazin, Gaab, 3030, OUTROEU, Rodrigo Suricato, Mahmundi, Preto no Branco, Eli Soares, Gabriela Gomes, Biorki, Felipe Vilela, Tropkillaz e Projota.


Alto Volume Live Sessions

; De 26 de março a 1; de abril. Transmissão diária às 20h. Três apresentações por noite. Line-up e informações em instagram.com/altovolumerock.

Isolamento Acústico Festival

; Até 9 de abril. Transmissões sempre às 20h no instagram.com/loopreclame. Line-up: Bibiana Petek, BemQuerê (Portugal), Carla El, Duca Leindecker, Frank Jorge, João Maldonado, Lucas Silveira (Fresno), Lila Trentini, Rê Adegas, Nani Medeiros, Rafa Malenotti, Rod Krieger, Antonio Villeroy e Yas Speransa.


Festival Da Sala de Casa
; Até 10 de abril. Transmissões às 14h, 17h, 20h e 22h. O line-up é divulgado diariamente no perfil oficial do Instagram. Informações: instagram.com/festivaldasaladecasa.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação