Diversão e Arte

Artistas celebram a identidade cultural de Brasília em homenagens

Nesta terça-feira (21/4), cantores, cantoras, músicos, bandas, humoristas e amigos se uniram para celebrar os 60 anos da cidade

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 21/04/2020 18:48
Respeitando o isolamentos, humoristas e músicos se reúnem para cantar e ajudar o próximo A cidade dos traços de Niemeyer, cantada por Djavan e Caetano Veloso, chega aos 60 anos madura nas raízes cultural e artística. Solo de bandas de rock que marcaram o cenário nacional como Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude, Brasília celebra a arte desde o início de sua história.
[SAIBAMAIS]Nesta terça-feira (21/4), aniversário da capital federal, foi a vez de artistas de diferentes linguagens e vertentes prestarem homenagens ao Planalto Central, fonte de acolhida, inspiração e, principalmente, palco cultural.

Composto por trompetes, trombones e tuba, um coral de metais abre a composição que a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNCS) preparou em homenagem ao aniversário de 60 anos. Dois hinos à capital, música alusiva a JK e composição de Tom e Vinícius fundem-se ao tradicional parabéns na nova canção. A apresentação também é parte do Festival Cantando Para Brasília, evento on-line da Secretaria de Cultura e Economia Criativa para celebrar o aniversário da capital durante à pandemia de coronavírus (Covid-19).

O pessoal da Bem Curtinho Filmes, que também faz parte do Coletivo Lab 61, convidou cantoras e cantores que fazem parte da construção de Brasília, para uma música especial, sobretudo, neste período de isolamento. O objetivo de Andar com fé é reafirmar não apenas um desejo ou uma necessidade, mas a vontade de que Brasília continue sendo uma boa cidade para se viver.

As cantoras brasilienses Adriana Samartini e Babi Ceresa participaram do projeto do produtor e fotógrafo Bruno Fioravanti no qual regravaram músicas de importantes nomes, como Legião Urbana e Cássia Eller. Em diferentes pontos da cidade, as artistas da nova geração prestam uma homenagem à capital e à todos aqueles que ajudaram e ajudam a construir a identidade cultural brasiliense.

Uma publicação compartilhada por (@adrianasamartini) em

Uma publicação compartilhada por (@babiceresa) em

Cada um em casa, os integrantes da Banda Quatro Estações DF também não deixaram a data passar em branco.

Uma publicação compartilhada por (@quatroestacoesdf) em

Assim como o cantor Marquinho Vital, que usou uma composição própria para declarar o amor à capital.
[VIDEO5]
O canal de humor Quadradim reuniu músicos para cantar, fazer uma homenagem aos 60 anos e ainda ajudar o próximo. No vídeo, o fotógrafo Bento Viana retrata Brasília e cenas brasilienses durante a quarentena: aplausos para apresentações musicais na sacada dos apartamentos, vizinhos comemorando da janela festas de aniversário e recados de ajuda colados nos elevadores dos blocos.

O clipe é interpretado pelos músicos André Gonzales (Móveis Coloniais de Acajú), André X (Plebe Rude), Daniela Firme, Deniel Moraes (Lavi), Digão (Raimundos), Izabella Rocha (Natiruts), Marcelo Barbosa (Angra), Marcelo Brandão (Magoo), Marcelo Vourakis (Maskavo Roots), Marcos Tani (ex Bsb Disco Club), Paulinho Góes (Magoo), Renata Jambeiro e Rogério Midlej, que gravaram seus vídeos separados como a o isolamento pede.

No final do vídeo, os artistas pedem contribuição para o Lar dos Velhinhos de Sobradinho. A instituição filantrópica, sem fins lucrativos, atende cerca de 120 idosos excluídos sociais, sem condições de auto sustento e em regime de longa permanência.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação