Diversão e Arte

30 anos sem Cazuza: Flausino e Sideral lançam poema musicado do artista

Música é baseada em poema deixado pelo artista, morto em 7 de julho de 1990, aos 32 anos

Correio Braziliense
postado em 07/07/2020 19:13
 (foto: CB/D.A Press)
(foto: CB/D.A Press)
Cazuza
Há exatamente 30 anos o músico e poeta Cazuza morria, aos 32 anos, em decorrência da Aids. Nesta terça-feira (7/7) os irmãos mineiros Rogério Flausino e Wilson Sideral lançaram a música Essas canções de amor, cuja letra é um poema chamado Não reclamo, escrito por Cazuza. A música chega com um videoclipe e já está disponível nas diversas plataformas digitais.

[VIDEO1]

[SAIBAMAIS]Além de lembrar a data e homenagear o artista, a música também faz parte de uma série de ações que marcam também os 30 anos da Sociedade Viva Cazuza, instituição fundada no ano da morte do cantor para ajudar no combate à Aids. Todo o dinheiro dos direitos da música serão doados à instituição.

Também farão parte do projeto, batizado de Protegi Teu Nome Por Amor - Viva Cazuza 30 Anos, outras iniciativas como shows-tributo, lives solidárias, documentário, popdcast, reedição de livro de letras, além de aguardado álbum de canções inéditas do poeta, com participação especial de grandes nomes da música brasileira, entre os quais Caetano Veloso, Ney Matogrosso, Baby do Brasil, Seu Jorge, Jota Quest, Carlinhos Brown, Leoni e Xande de Pilares.


Essas canções de amor

Os irmãos Flausino e Sideral lançaram um poema musicado de Cazuza em memória aos 30 anos sem o artista, e em apoio à Sociedade Viva Cazuza
O poema Não reclamo faz parte do livro Preciso dizer que te amo - Toda a paixão do poeta, antologia organizada por Lucinha Araújo, mãe da Cazuza, reunindo todas as letras e poemas já gravados pelo poeta, além de 65 textos encontrados por ela entre os cadernos e as anotações do filho.

Em 2016, Wilson Sideral musicou o poema para o projeto Flausino e Sideral Cantam Cazuza, que há quatro anos fazem homenagem ao ídolo. O poema já chegou a ser musicado, em 2004, pelo multi-instrumentista George Israel (Kid Abelha). A versão dos irmãos mineiros foi gravada em Belo Horizonte, no estúdio Locomotiva, onde se passa o clipe, com produção de Sideral e Marcelo Guerra.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação