Publicidade

Correio Braziliense

Estoque de combustível do Aeroporto de Brasília é reabastecido

De acordo com a Inframerica, quatro caminhões conseguiram chegar ao terminal. Apesar disso, concessionária diz que estado ainda é de "atenção"


postado em 22/05/2018 20:36 / atualizado em 22/05/2018 20:43

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 
Após alertar para o risco de o Aeroporto de Brasília ficar sem combustível por conta da paralisação dos caminhoneiros, a Inframerica — concessionária que administra o terminal — informou na noite desta terça-feira (22/5) que quatro caminhões carregados com querosene de avião (QAV) conseguiram chegar ao local.

Apesar disso, a Inframerica manteve a orientação para as companhias aéreas abastecessem "o mínimo possível" no Aeroporto de Brasília. "A situação ainda é de atenção. O terminal brasiliense necessita da liberação de outros caminhões para normalizar o atendimento no aeródromo", disse a concessionária, em nota.

Ainda conforme a Inframerica, até as 19h desta terça-feira, 51 voos registraram atrasos e outros nove foram cancelados. Os cancelamentos, no entanto, estariam relacionados ao mau tempo no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e nada teriam a ver com as dificuldades de garantir o abastecimento das aeronaves.

Abastecimento

Mais cedo, a Inframerica lamentou os transtornos que "a situação poderia gerar aos passageiros" e afirmou que as companhias aéreas haviam sido notificadas sobre as restrições de combustível. "Todos os protocolos operacionais e de segurança estão sendo seguidos de forma a evitar adversidade", disse. "A administradora do terminal brasiliense aconselha aos passageiros buscarem as companhias aéreas para mais informações sobre os voos", acrescentou. 
 
Por meio de nota, a Azul Linhas Aéreas informou que as operações da companhia em Brasília ocorrem normalmente. A LATAM Airlines Brasil informou, também por meio de nota, que as operações da empresa não foram impactadas por problemas de abastecimento de combustível.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade