Economia

PIB da Itália tem ''contração excepcional'' provocada pelo coronavírus

Queda foi de 4,7% em relação ao primeiro trimestre e de 4,8% na comparação com o mesmo período do ano passado

Jailson R. Sena*
postado em 30/04/2020 11:32
Bandeira da Itália projetada em prédioO Produto Interno Bruto (PIB) da Itália caiu 4,7% no primeiro trimestre de 2020, na comparação com os três meses anteriores, como resultado dos efeitos provocados pela pandemia do novo coronavírus. Em relação ao mesmo período do ano passado, a contração foi de 4,8%, segundo o Instituto Nacional de Estatística (Istat).

"O PIB sofreu uma contração excepcional induzida pelos efeitos econômicos da emergência sanitária e das medidas de contenção", diz o instituto. De acordo com o Istat, a contração no PIB atingiu "todos os principais componentes produtivos". O governo italiano prevê oficialmente uma queda de 8% na economia em 2020, isso se a pandemia for controlada no primeiro semestre.

[SAIBAMAIS]Lombardia, Veneto e Emilia-Romagna, regiões do norte do país, foram uma das mais atingidas pela pandemia. Juntas, representam 45% do PIB nacional, uma vez que desenvolvem as atividades orientadas para a exportação, como automóveis e bens de luxo.

A queda do PIB italiano foi maior que a zona do euro, de 3,8%. Foi menor, porém, que de França e Espanha: 5,8% no caso francês, com a economia em recessão, e 5,2% no caso espanhol.

*Estagiário sob supervisão de Fernando Jordão

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação