Publicidade

Correio Braziliense

Caixa deve receber novo lote de dados para pagar auxílio na semana que vem

Informação é do presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Segundo ele, 10 milhões de pessoas ainda aguardam pagamento da primeira parcela


postado em 29/05/2020 14:54 / atualizado em 29/05/2020 14:57

(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Os pagamento do Auxílio emergencial foi o tema, desta sexta-feira (29/5), no CB.Poder — uma parceria do Correio Braziliense e da TV Brasília, cuja íntegra está no fim desta reportagem. Em entrevista, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, falou sobre o pagamento das próxima parcela do benefício e sobre o aplicativo Caixa Tem, que auxiliará a população com facilidades para o uso do auxílio.

 

Pedro Guimarães começou a entrevista explicando que o Caixa Tem chega com um novo benefício. É possível comprar em mais de mil sites e realizar o pagamento de contas de água, luz e telefone. Além disso, pelo aplicativo o cidadão conseguirá realizar o pagamento de QR Code — Confira o passo a passo para usar o aplicativo na integra da entrevista.

 

Sobre as pessoas que ainda não conseguiram receber o benefício, o presidente da Caixa explicou que a analise das pessoas que se inscreveram para receber o valor é a Dataprev e o Ministério da Cidadania faz o cadastro dessas pessoas. "106 milhões de pessoas pediram o cadastro, desses 106, 60 milhões foram aprovados e já foram pagos, 40 milhões não foram aprovados e temos dez milhões em analise. Cinco milhões pediram pela primeira vez e cinco milhões, que foram negados e estão pedindo novamente", pontuou.

 

Segundo o entrevistado, existem seis pontos principais que podem fazer esse pedido não ser aprovado, entre eles, por exemplo, constar que a pessoa está empregada. Para essas situações, existe um telefone de reclamação, o 121. Ele complementou que, na próxima semana, a Caixa deverá receber mais um lote de inscritos para serem pagos.

 

Entre as dúvidas que o presidente sanou está sobre quantas parcelas os beneficiários que se inscreverem agora receberão. "Sempre, todos receberão três parcelas, o cidadão tem até 3 de julho para fazer o cadastro", explica. Ele complementou que, entretanto, a Caixa não realizará o pagamento de duas parcelas juntas.

Caminhões e barcos para atendimentos

Entre os problemas levantados durante a entrevista, a dificuldade das pessoas quem não estão tendo acesso a agencias ou lotéricas para sacar o benefício. "Temos seis caminhões que estão indo pelo Brasil para ajudar nesses casos, além de dois barcos", informou Guimarçaes. Esses recursos atendem como bancos móveis para regiões que tem dificuldade de acesso a infraestrutura necessária para sacar o dinheiro.

 

Sobre os cadastro irregulares, tanto os levantados pela Controladoria Geral da União, no qual CPFs que doaram dinheiro para campanha eleitoral estão tendo acesso ao benefício; quanto relativo ao caso dos militares recebendo os valores, Pedro Guimarães explicou que a analise será feita pelo Dataprev, a Caixa cabe realizar os pagamentos. "Nosso foco do ponto de vista de fraude são de documentos apresentados", explicou.

 

Saque

Sobre os próximos pagamentos o presidente revelou que o dinheiro começa a ser repassado sábado (30/5). "A partir de amanhã, os nascidos em janeiro vão poder sacar nas lotéricas e nas agências. O dinheiro já está na conta deles, mas a partir de amanhã poderão sacar", detalha. Ele complementa que na segunda-feira (1º/6), os nascidos em fevereiro poderão sacar o benefício e assim adiante. "Nos próximos 12 dia pagaremos mais 31 mi de pessoas, de acordo com a data de nascimento", pontuou

 

Na entrevista, Guimarães ressaltou também que o valor não pode ser usado por nenhum banco para o pagamento de nenhum tipo de crédito. "Esse é um dinheiro específico para esse momento de crise", disse.

 

Para finalizar, quando questionado sobre a prorrogação do benefício e outras informações sobre como serão as próximas decisões relativas ao auxílio, ele explicou que a comunicação destas medidas será feita pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Confira o podcast da entrevista



Veja o primeiro e segundo bloco da entrevista

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade