Publicidade

Correio Braziliense

Pelo menos 234 pessoas testaram positivo para o novo coronavírus na Epcar

Até sábado (23/5), havia 90 casos confirmados; na noite de segunda-feira (25/5), foram registrados outros 144


postado em 26/05/2020 21:04 / atualizado em 26/05/2020 21:08

A Escola Preparatória de Cadetes do Ar (Epcar), instituição de ensino da Força Aérea Brasileira (FAB), com 507 alunos cadetes, tem, pelo menos, 234 casos da covid-19. Até sábado (23/5), havia 90 casos confirmados, que passaram para 195 posteriormente. Em nota enviada ao Eu, Estudante nesta terça-feira (26/5), o Comando da Aeronáutica informou que foram detectados anticorpos da classe igG em outros 144 estudantes da escola.
 
Número de contaminados tem crescido. Cadetes vivem aquartelados na Epcar, o que facilitou o contágio(foto: Epcar/Divulgação)
Número de contaminados tem crescido. Cadetes vivem aquartelados na Epcar, o que facilitou o contágio (foto: Epcar/Divulgação)
 
A detecção desses anticorpos indica que provavelmente decorreu algum tempo desde a infecção pelo coronavírus. Os 90 integrantes que haviam testado positivo no fim de semana estão cumprindo as medidas de isolamento social. Desses, sete apresentaram sintomas leves, sendo que um deles já está curado. Nenhum foi hospitalizado.

Os testes rápidos aplicados nos alunos foram fornecidos pela Diretoria de Saúde da Aeronáutica e utilizam o Método Imunocromatografia, protocolado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo o Comando da Aeronáutica, apenas os alunos passaram pela testagem em massa.

Os demais integrantes da escola são testados caso apresentem sintomas. Ainda de acordo com o Comando, todos os membros da Epcar que tiveram contato com os cadetes infectados cumprem isolamento social domiciliar desde sábado. 

Entenda o caso

A escola não parou de funcionar mesmo durante a pandemia e fica localizada em Barbacena, no Campo das Vertentes, no interior de Minas Gerais. Antes de serem liberados para as férias por três semanas, os alunos e militares passam por um cronograma de testes separados por turmas e dias diferentes.

O primeiro caso de aluno com covid-19 foi em 14 de maio, e o cadete em questão já se curou. As visitas de familiares estão suspensas desde 19 de março, e as famílias estão sendo informadas dos casos confirmados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade