Publicidade

Correio Braziliense

Sisu: 'A última liminar caiu, então prossegue aí a seleção', diz Bolsonaro

Segundo a decisão do presidente do STJ, João Otavio Noronha, ''são evidentes e graves as consequências danosas'' de suspender o processo


postado em 28/01/2020 17:51

(foto: Marcos Corrêa/PR)
(foto: Marcos Corrêa/PR)
O presidente Jair Bolsonaro comentou na tarde desta terça-feira (28/1), na chegada do Palácio do Alvorada sobre a decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otavio de Noronha, que atendeu hoje ao pedido do governo, permitindo a divulgação do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). “A última liminar caiu, então prossegue aí a seleção para o curso superior”, apontou Bolsonaro.

O mandatário do país Bolsonaro também contou que se reuniu nesta terça-feira (28/1) com o ministro da Educação, Abraham Weintraub e conversaram sobre a liminar. Ele falou da coincidência dos momentos: “Por coincidência caiu a liminar do Sisu”.

Segundo a decisão, "são evidentes e graves as consequências danosas" de suspender o processo. "Já são milhares os estudantes apreensivos, sem saber para qual curso foram selecionados e em qual instituição de ensino ingressarão. Suas famílias, obviamente, também estão ansiosas sem saber para onde seus filhos irão."

Em outro trecho, o documento destaca que a alteração do calendário traria danos irreversíveis. “A suspensão das inscrições/alteração do calendário do SiSU 2020, FiES e ProUni por prazo indeterminado e condicionado ao cumprimento de obrigações grandiosas, complexas e custosas, certamente acarretaria risco de danos irreversíveis ao ensino e à futura carreira de milhões de estudantes de todo o país, bem como comprometeria todo o calendário das instituições de ensino superior no ano de 2020”, afirmou nos autos.

Na última sexta-feira (24/1), a Justiça Federal em São Paulo determinou que o processo deveria ser suspenso no último dia das inscrições para as vagas, o que ocorreu no dia 26. Com isso, o resultado do Sisu não foi divulgado na manhã desta terça-feira (28/1), que era a data prevista

Com o documento, o governo agora poderá divulgar os resultados e retomar o calendário com novas datas para o Prouni.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
Renapsi oferece 28 vagas de jovem aprendiz 17:51 - 29/03/2020 - Compartilhe

Renapsi oferece 28 vagas de jovem aprendiz

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade