Publicidade

Correio Braziliense

Estudantes fazem protesto virtual contra Weintraub e por novo Fundeb

Posts também rejeitam cortes na educação. Estudantes usam hashtags como #TsunamiDaEducacao, #30M e #ForaWeintraub nas redes sociais


postado em 30/05/2020 17:40 / atualizado em 30/05/2020 18:08

Estudantes fazem uma onda de protestos virtuais neste sábado (30/5) pedindo a saída do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e a criação de um novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), além de repudiar cortes nas universidades federais.

 

A segunda onda do #TsunamiDaEducacao tem apoio de entidades como a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), que está preocupada com o fato de o Fundeb terminar em 2020. A associação defende a criação de um fundo permanente pela educação básica e existe o objetivo de pressionar parlamentares e colocar o tema em discussão.

 

Protesto presencial de estudantes em maio de 2019(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Protesto presencial de estudantes em maio de 2019 (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
 

 

A preocupação se torna ainda maior em meio à pandemia e a crise financeira que se intensifica com ela, pois existe o temor de a educação perder ainda mais investimento.

 

Com relação ao chefe da pasta da Educação, apesar de Weintraub ser reprovado por muitos estudantes, professores e parlamentares, ele continua tendo apoio do presidente Jair Bolsonaro, que deu a Weintraub uma condecoração militar, a Ordem do Mérito Naval, nesta semana

 

Confira alguns posts do protesto virtual:

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade