Publicidade

Correio Braziliense

É falso! Ex-presidente da República José Sarney não morreu

Fake news circulou no WhatsApp no início da manhã com link que abre imagem do deputado federal Tiririca

Compartilhar

postado em 12/02/2019 15:34 / atualizado em 12/02/2019 15:34

(foto: Waldemir Barreto/Agencia Senado)
(foto: Waldemir Barreto/Agencia Senado)
Muita gente acordou nesta terça-feira (12/2) com a notícia de que o ex-presidente da República José Sarney (MDB) havia morrido. O boato, disseminado principalmente pelo WhatsApp, circulou com o título "Morre aos 88 anos o ex-presidente da República José Sarney". Ao clicar no link da "reportagem", porém, imediatamente se abria uma imagem do palhaço Tiririca, deputado federal por São Paulo, com os dizeres: "É mentira, abestado".
 
O que enganou muita gente foi a certa sofisticação da notícia falsa. A mensagem encaminhada pelo WhatsApp seguia com o layout do G1, portal de notícias da Rede Globo, além de uma mensagem de apresentação do site: "Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo." Dessa forma, a aparente credibilidade da mensagem fez muitas "vítimas" da fake news, que clicaram no link sem prestar a atenção aos detalhes.
 
(foto: Reprodução internet)
(foto: Reprodução internet)
 
 
Um olhar mais atento, porém, seria suficiente para perceber que o link encaminhado continha, na sequência do domínio do G1, outro link com a palavra "encrypted", ou seja, criptografado. A seguir, portanto, viria uma imagem. No caso, a do Tiririca.
 
Vale mencionar, no entanto, que os responsáveis pela desinformação tomaram o cuidado de colocar a idade correta do também ex-senador da República. De fato, Sarney tem 88 anos. Nasceu em 24 de abril de 1930 em Pinheiro, no Maranhão.
 
(foto: Reprodução internet)
(foto: Reprodução internet)
 
 
A mesma imagem do Tiririca, com mensagem idêntica — "É mentira, abestado" —, foi usada pela indústria das fake news em 14 de setembro de 2018. À época, circulou nas redes sociais a falsas notícia de que o então candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro havia morrido após levar uma facada de Adélio Bispo de Oliveira. A fake news, que também circulou no WhatsApp, dizia que o Hospital Albert Eistein, onde Bolsonaro estava internado, havia confirmado a morte do político. A verificação foi feita pelo Boatos.org.

Etiquetas

Informação comprovadamente verdadeira


Informação parcialmente correta, mas precisa de esclarecimentos


Informação comprovadamente incorreta ou falsa


Afirmação ou dado exagerado coloca em xeque a informação


A fonte se valeu de ferramentas digitais para modificar foto, áudio ou vídeo


Contradição ameaça a credibilidade da informação


A equipe precisa de mais tempo para atestar a veracidade das informações


Faltam dados e fontes capazes de comprovar a informação


Informações conflitantes impedem a comprovação dos dados apresentados


Topo