Publicidade

Correio Braziliense

Nota 10, Arlete Sampaio acerta dados da Bolívia à política nacional

A deputada distrital pelo PT gabaritou as quatro verificações feitas pelo Holofote

Compartilhar

postado em 12/11/2019 15:41 / atualizado em 12/11/2019 15:41

(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
A deputada distrital Arlete Sampaio (PT) participou nessa segunda-feira (11/11) do programa CB.Poder, parceria do Correio Braziliense com a TV Brasília. Em entrevistas aos jornalistas Ana Maria Campos, Alexandre de Paula e Gláucia Guimarães, a parlamentar comentou assuntos como a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o futuro do PT e a renúncia de Evo Morales na Bolívia. Arlete também fez um balanço do governo de Ibaneis Rocha (MDB) e detalhou os trabalhos da CPI do Feminicídio, da qual faz parte.

Confira a checagem do Holofote:


"Tudo fazia crer que as coisas andavam bem na Bolívia. Que crescia 4% ao ano durante vários anos"

NA MOSCA
NA MOSCA


De 2006, quando Evo Morales chegou ao poder, a 2018, a economia boliviana cresceu, em média, 4,8% ao ano, segundo dados do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI). O menor índice do Produto Interno Bruto (PIB) registrado no período foi de 3,3%, em 2009, único ano abaixo de 4%; enquanto isso, o maior PIB alcançou 6,7%, em 2013.
 
_________________________________________________________________________

"Sem dúvida, nas últimas eleições, nós tivemos o pior resultado da série histórica do Partido dos Trabalhadores (em Brasília)"

NA MOSCA
NA MOSCA

Desde as primeiras eleições no Distrito Federal, o PT sempre teve papel de destaque na disputa pelo Palácio do Buriti, sede do Executivo local. A exceção, de fato, é 2018. De 1994 até o ano passado, houve sete pleitos para governador na capital. O Partido dos Trabalhadores venceu duas vezes, uma com Cristovam Buarque (1994) e outra com Agnelo Queiroz (2010). Em 1998 e em 2002, a legenda ficou em segundo lugar. Em 2006 e em 2014, em terceiro. No ano passado, o PT ficou apenas na nona colocação. Confira:

Eleições no DF para governador:

1994 - Cristovam Buarque (PT)
1998 - Joaquim Roriz, com Cristovam Buarque (PT) em segundo
2002 - Joaquim Roriz, com Geraldo Magela (PT) em segundo
2006 - José Roberto Arruda, com Arlete Sampaio (PT) na terceira colocação
2010 - Agnelo Queiroz (PT)
2014 - Rodrigo Rollemberg, com Agnelo Queiroz (PT) em terceiro
2018 - Ibaneis Rocha, com Julio Miragaya (PT) na nona colocação
 
_________________________________________________________________________ 

"Nós tínhamos a Casa da Mulher Brasileira, que está fechada porque teve um problema estrutural no prédio. Mas que lentidão enorme para pelo menos se reinstalar em outro espaço físico"

NA MOSCA
NA MOSCA

De fato, a Casa da Mulher Brasileira está interditada desde abril de 2018. A Defesa Civil identificou problemas estruturais no prédio, como "desarrumo do prumo de arrimo e trincas". Em setembro, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos anunciou que o local passará por reformas. A Casa da Mulher Brasileira fica no Setor de Grandes Áreas Norte.
 
_________________________________________________________________________ 

"Espero que o ministro da Ciência e da Tecnologia, que já foi até para o espaço, possa dizer: 'Não, eu vi lá de cima: a Terra é redonda'"

NA MOSCA
NA MOSCA

Marcos Pontes, ministro da Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, é o primeiro e único brasileiro a voar para o espaço. A missão dele ocorreu em 29 de março de 2006.

Etiquetas

Informação comprovadamente verdadeira


Informação parcialmente correta, mas precisa de esclarecimentos


Informação comprovadamente incorreta ou falsa


Afirmação ou dado exagerado coloca em xeque a informação


A fonte se valeu de ferramentas digitais para modificar foto, áudio ou vídeo


Contradição ameaça a credibilidade da informação


A equipe precisa de mais tempo para atestar a veracidade das informações


Faltam dados e fontes capazes de comprovar a informação


Informações conflitantes impedem a comprovação dos dados apresentados


Topo