Publicidade

Correio Braziliense

Criador do jogo 'Baleia Azul' diz que está 'limpando a sociedade'

Philipp Budeikin confessou o crime à polícia e está preso na Rússia acusado de incitar o suicídio de ao menos 16 jovens


postado em 15/05/2017 10:06

Phillip é acusado de incitar o suicídio de ao menos 16 jovens desde 2013(foto: Investigative Commitee/Divulgação)
Phillip é acusado de incitar o suicídio de ao menos 16 jovens desde 2013 (foto: Investigative Commitee/Divulgação)


Homem por trás do jogo 'Baleia Azul', o russo Philipp Budeikin, de 21 anos, disse que a série de suicídios provocados pelo fenômeno virtual é uma forma de "limpar a sociedade". Ele confessou ser responsável por incitar uma série de suicídios entre crianças e adolescentes e disse à polícia que as vítimas são "desperdício biológico" e que morreram felizes. As informações são do jornal britânico Daily Mail. 

O jogo consiste em uma série de tarefas que os jovens deveriam executar em um período de 50 dias. Isso inclui assistir a filmes de terror, acordar no meio da noite para se auto-mutilar até chegar o dia de tirar a própria vida. A prática se espalhou pelo mundo e chegou ao Brasil, fazendo uma vítima em Minas Gerais e engajando autoridades

Em Brasília, a Polícia Militar impediu o suicídio de quatro adolescentes que estariam envolvidos com o jogo. Um deles tentava de jogar em uma via movimentada do DF, a BR-070, em Ceilândia. 

Preso na Rússia, Philipp Budekin já recebeu dezenas de cartas de amor de adolescentes. Ele é acusado de incitar suicídio de ao menos 16 jovens. O jogo teria começado em 2013.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade