Publicidade

Correio Braziliense

Premiê britânica não tolerará ameaças à integridade do Reino Unido

A declaração de Theresa May veio após a publicação da primeira versão do Tratado do Brexit, que sugere que a Irlanda do Norte permaneça em completa harmonia com a Irlanda, membro da UE


postado em 28/02/2018 10:31 / atualizado em 28/02/2018 11:02

Theresa May disse que a proposta da UE prejudica o mercado britânico e ameaça a integridade do Reino Unido(foto: Adrian Dennis / AFP)
Theresa May disse que a proposta da UE prejudica o mercado britânico e ameaça a integridade do Reino Unido (foto: Adrian Dennis / AFP)
Londres, Reino Unido - A primeira-ministra britânica, Theresa May, alertou nesta quarta-feira (28/2), no Parlamento, que a proposta europeia de que a Irlanda do Norte continue na união alfandegária é uma ameaça para a integridade do Reino Unido e que não tolerará isso.

"O rascunho que foi publicado pela Comissão Europeia, se aplicado, prejudica o mercado comum britânico e ameaça a integridade constitucional do Reino Unido", afirmou May.

Ela alertou que "nenhum primeiro-ministro jamais consentirá esta proposta", mas ressaltou que o Reino Unido irá discutir as propostas e permanece "absolutamente comprometido" para evitar uma fronteira dura.  

Mais cedo, o negociador-chefe da UE, Michel Barnier, afirmou que a província britânica da Irlanda do Norte poderá conservar normas conformes às da união alfandegária após o Brexit. 

Segundo ele, que apresentou um primeiro rascunho do Tratado do Brexit nesta quarta, o texto inclui uma solução para que a Irlanda do Norte siga em "completa harmonia" com a Irlanda, membro da UE, no tocante ao mercado único e à união alfandegária, se não for encontrada outra solução.

A União Europeia publicou sua primeira versão do Tratado do Brexit, um passo nas negociações com Londres, mas que poderá reavivar os desacordos sobre o conteúdo deste texto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade