Publicidade

Correio Braziliense

Trump volta a cobrar de democratas um muro na fronteira entre EUA e México

A exigência do republicano de que uma barreira física seja construída ao longo da divisa está no centro do impasse com congressistas da oposição que mantém uma parcela da máquina pública federal inativa desde o último sábado


postado em 27/12/2018 10:41 / atualizado em 27/12/2018 11:20

(foto: Arquivos / AFP)
(foto: Arquivos / AFP)

Neste sexto dia de paralisação parcial do governo dos Estados Unidos, o presidente Donald Trump voltou ao Twitter para questionar se os democratas "finalmente perceberam" que o país "precisa desesperadamente" de um muro na fronteira com o México. "Precisamos parar drogas, tráfico de pessoas, membros de gangues e criminosos de entrarem no nosso país", acrescentou em uma publicação no Twitter.


A exigência do republicano de que uma barreira física seja construída ao longo da divisa está no centro do impasse com congressistas da oposição que mantém uma parcela da máquina pública federal inativa desde o último sábado, na medida em que, ao longo da semana passada, Trump se recusou a sancionar uma proposta orçamentária que não previa verba para a obra.

Posteriormente, ainda antes do fim de semana que emendou no feriado de Natal, republicanos e democratas no Senado não se entenderam em torno de uma outra matéria que, esta sim, contemplava os cerca de US$ 5 bilhões para financiar o muro fronteiriço. Com a expiração do orçamento-tampão que valia até 21 de dezembro, restou um vácuo de financiamento na burocracia federal.

De volta aos EUA nesta quinta-feira após uma visita surpresa a tropas americanas no Iraque a na Alemanha, Trump concluiu a publicação no Twitter com uma nova indagação: "Os Dems percebem que a maioria das pessoas que não estão sendo pagas como consequência da paralisação são Democratas?", escreveu o presidente americano em referência aos servidores públicos, sem, contudo, apresentar qualquer fonte que embasasse essa insinuação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade