Publicidade

Correio Braziliense

Mortes por covid-19 na Itália caem após bênção do papa Francisco no Vaticano

Data da bênção do papa Francisco, 27 de março foi o pico de mortes diárias por coronavírus na Itália


postado em 27/05/2020 19:30 / atualizado em 27/05/2020 20:32

(foto: Yara Nardi/Pool/AFP)
(foto: Yara Nardi/Pool/AFP)
Coincidência para alguns, milagre para outros. O fato é que o número de mortes por covid-19 na Itália começou a cair após 27 de março, data em que o papa Francisco concedeu a bênção Urbi et Orbi na Praça de São Pedro completamente vazia.

O dia da celebração religiosa foi o pico de mortes diárias por coronavírus no país, com registro de 969 óbitos. No dia seguinte, o número foi para 889, depois para 756. Houve dias com um registro maior que o dia anterior. Os números, porém, nunca mais superaram o registrado em 27 de março, quando o acumulado de mortes era de 8.165. Nesta quarta-feira (27/5), por exemplo, foram registradas 117 mortes. No total, a Itália já teve 33.072 vítimas de covid-19.
 

As imagens da bênção no Vaticano chocaram o mundo. Sob uma fina chuva, Francisco atravessou sozinho a Praça de São Pedro — conhecida por reunir uma multidão de pessoas — vazia. Na ocasião, o papa pediu para Deus "olhar a dolorosa situação" da humanidade.
 
Ver galeria . 6 Fotos Yara Nardi/AFP
(foto: Yara Nardi/AFP )
 

A celebração foi histórica uma vez que a bênção Urbi et Orbi — para a cidade (de Roma) e para o mundo, em português —, que concede a remissão dos pecados para quem a recebe, só costuma ser dada pelo papa em três ocasiões: quando ele é eleito, na Páscoa e no Natal. Além disso, no ato de 27 de março, Francisco pediu que fosse levado ao Vaticano um crucifixo considerado milagroso, que havia sido usado contra uma peste na Itália em 1522.

Apesar de a data da bênção ter marcado o pico de mortes por coronavírus, o pico de novos casos havia sido atingido pouco antes, em 21 de março, quando 6.557 pacientes foram confirmados com covid-19. Em 27 de março, o número foi de 5.959. Na ocasião da celebração, a Itália tinha, ao todo, 80.539 casos. Hoje, são 231.139.
 

Além disso, outro fato que pode ser considerado determinante para a redução de casos e de mortes no país foi a adoção do bloqueio total de circulação — conhecido como lockdown. A decisão do governo foi tomada em 9 de março, e é consenso entre especialistas de saúde que as medidas de contenção do novo coronavírus demoram de 2 a 3 semanas para apresentarem resultados. Neste caso, os efeitos deveriam aparecer entre 23 e 30 de março.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade