Mundo

Hanna se degrada para tormenta tropical e Douglas ameaça o Havaí

Não houve relatos imediatos de vítimas ou danos sérios, e o México e o Texas haviam suspendido todos os avisos de tempestades costeiras à tarde

Agência France-Presse
postado em 26/07/2020 20:36
[FOTO1]Houston, Estados Unidos - Primeiro furacão de 2020 na costa do Atlântico, Hanna se degradou para tempestade tropical, neste domingo (26), após sua passagem pelo Texas, causando fortes chuvas e ameaça de inundações nesse estado do sul dos Estados Unidos já atingido pela pandemia da covid-19, enquanto o Havaí se prepara para receber outra tempestade.

Hanna ainda tinha ventos de cerca de 65 quilômetros por hora enquanto se direcionava para o nordeste do México, disseram os meteorologistas. "Espera-se um enfraquecimento adicional à medida que o centro de Hanna se move para o interior e o ciclone enfraquece para uma depressão tropical ainda hoje e se dissipa na segunda-feira", informou o National Hurricane Center (NHC).

Não houve relatos imediatos de vítimas ou danos sérios, e o México e o Texas haviam suspendido todos os avisos de tempestades costeiras à tarde. Os analistas alertaram, no entanto, que fortes chuvas podem levar a "inundações repentinas com risco de vida" no sul do Texas e a deslizamentos de terra nos estados do norte do México.

Um segundo sistema de tempestades, o furacão Douglas, no Pacífico, se espalhou pelas ilhas havaianas no domingo e espera-se que se direcione para partes do estado nas últimas horas deste domingo e de segunda-feira. Um aviso de furacão foi emitido para os municípios de Maui e Kauai, bem como para Oahu, a ilha em que Honolulu está localizada, uma cidade com pouco menos de 350.000 habitantes.

O furacão de categoria 1 ocorreu cerca de 290 km a leste da capital Honolulu, com ventos de até 145 km por hora. "Prevê-se um enfraquecimento gradual para as próximas 48 horas, mas espera-se que Douglas continue sendo um furacão enquanto se desloca pelas ilhas", disse o NHC.

A tempestade deve trazer ondas potencialmente perigosas e destrutivas e chuvas de até 380 mm. Em Honolulu, o prefeito Kirk Caldwell abriu centros de evacuação com espaço para 1.600 pessoas, mas alertou que deveriam ser usados como uma "última opção" e que aqueles que precisam de abrigo devem usar máscaras, medir a temperatura e atender aos requisitos de distanciamento social.

Estradas inundadas no Texas

Quando Hanna tocou terra no sábado, o presidente Donald Trump tuitou que seu governo trabalharia em "estreita" coordenação com as autoridades estaduais, e pediu aos locais para "proteger sua família e propriedade". Os danos pareciam limitados imediatamente após a chegada de Hanna na Ilha do Pai, uma ilha barreira de 177 km de comprimento na costa do Texas, por volta das 17H00 (horário local) de sábado.

As imagens capturadas pela CBS mostraram estradas e um parque na cidade costeira de Corpus Christi, Texas, coberta de entulho e árvores caídas. Alguns motoristas chegaram a enfrentar estradas inundadas. As autoridades locais estavam se preparando para possíveis tornados à noite no sul do Texas, levando a Cruz Vermelha a abrir três abrigos em todo o estado.

O aquário do estado do Texas anunciou seu fechamento após alguns danos causados pelas tempestades. Hanna chegou ao Texas, no momento em que o estado enfrenta uma dura situação, com um aumento exponencial de infecções por covid-19. As autoridades dos Estados Unidos - país mais atingido pela pandemia no mundo, com mais de 4,2 milhões de casos - terão de encontrar maneiras de proteger os moradores que poderão ser forçados a deixar suas casas pelos furacões desta temporada.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação