Publicidade

Correio Braziliense

Veja os governadores eleitos em 1º turno e as disputas de 2º turno

Acompanhe os Estados que já apresentam resultados, seja com governadores eleitos em primeiro turno ou candidatos já definidos para o segundo turno


postado em 08/10/2018 08:30 / atualizado em 08/10/2018 12:37

No DF, haverá segundo turno entre Ibaneis Rocha (MDB) e Rodrigo Rollemberg (PSB)(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press e Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
No DF, haverá segundo turno entre Ibaneis Rocha (MDB) e Rodrigo Rollemberg (PSB) (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press e Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)

Doze estados definiram as eleições para governador no primeiro turno. Outras 15 unidades da Federação, incluindo o DF, terão segundo turno. Veja a lista e navegue pelo mapa interativo no fim da página:  

Primeiro turno

Acre
Gladson Cameli conseguiu a vitória no primeiro turno, com 53,71% dos votos válidos. Em segundo lugar, ficou Marcus Alexandre, que obteve 34,54%.
 
Alagoas
Com 99,94% das urnas apuradas, o governador Renan Filho (MDB) está matematicamente reeleito no primeiro turno com 77,3% dos votos válidos. Filho do senador Renan Calheiros (MDB), também reeleito como senador com 23,89% dos votos, Renan recebeu até o momento 1.000.364 votos, contra 143.045 de Josan Leite (PSL), o segundo colocado com 11,05% dos votos. 
 
Goiás
Com 100% das urnas apuradas de Goiás, o senador Ronaldo Caiado (DEM) está eleito governador do Estado, com 59,73% dos votos no primeiro turno. O atual governador Zé Eliton (PSDB) aparece em terceiro lugar na disputa, com 13,73% dos votos. Daniel Vilela, do MDB, fica em segundo, com 16, 14%. Katia Maria (PT), com 9,16%, e Weslei Garcia (PSOL), com 0,88%. 

Tocantins
O candidato do PHS, Mauro Carlesse, foi reeleito governador de Tocantins. Com 100% das urnas apuradas, Mauro Carlesse teve 57,39% dos votos. O segundo colocado, Carlos Amastha (PSB), teve 31,19%.

Ceará
O candidato do PT, Camilo Santana, foi reeleito governador do Ceará. Com 99,93% das urnas apuradas, Camilo Santana teve 79,95% dos votos, estando matematicamente eleito. O segundo colocado, General Theophilo (PSDB), teve 11,3%. 

Mato Grosso
Com 100% das urnas apuradas, o candidato do DEM, Mauro Mendes, pela coligação "Pra mudar Mato Grosso", formada por oito partidos é eleito governador de Mato Grosso com 58,69% dos votos O senador Wellington Fagundes do PR está com 19,56%. Em terceiro lugar, figura o atual governador Pedro Taques (PSDB) que tentava a reeleição com apenas 19%.

Espírito Santo
Com 100% das urnas apuradas, Renato Casagrande (PSB) foi eleito governador do estado de Espírito Santo com 55,49% dos votos válidos. Manato (PSL) ficou em segundo com 27,22% dos votos, enquanto Jackeline Rocha (PT) aparece em terceiro lugar com 7,38%.

Paraíba
Com 100% das urnas apuradas na Paraíba, João Azevêdo (PSB) foi matematicamente eleito governador em primeiro turno com 58,18% dos votos válidos. Ele venceu Lucélio Cartaxo (PV), que obteve 23,41%. Em terceiro apareceu Zé Maranhão (MDB) com 17,44%.

Pernambuco
O candidato do PSB, Paulo Câmara, foi reeleito neste domingo (7/10) governador de Pernambuco. Com 99,97% das urnas apuradas, Câmara teve 50,7% dos votos.

O segundo colocado, senador Armando Monteiro (PTB), teve 35,99%. Os candidatos reeditaram a disputa de 2014, quando o pessebista também venceu no primeiro turno. Em terceiro lugar, com 4,97% ficou Dani Portela (PSOL).

Maranhão
Com 99,19% das urna apuradas, Flávio Dino (PCdoB) Foi reeleito com 59,29%. Roseana Sarney tem 30,04%.

Bahia
O governador da Bahia Rui Costa (PT) garantiu matematicamente a reeleição. Com 98,88% das urnas apuradas, ele já contabiliza 75,42% dos votos e governará o Estado por mais quatro anos. Seu principal adversário, o ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo (DEM), tem até então 22,32% dos votos válidos e já não pode, matematicamente, virar a eleição.

Piauí
Com 99,89% das seções apuradas, o candidato Wellington Dias (PT) é reeleito governador do Piauí. O petista possui, até o momento, 55,64% dos votos válidos. Em segundo lugar, aparece o candidato Dr. Pessoa (Solidariedade), com 20,49% dos votos válidos. Em terceiro lugar, o candidato Luciano (PSDB), obteve 17,29% do total. 

Paraná
Com 100% das urnas apuradas no Paraná, Ratinho Júnior (PSD) teve 59,99% dos votos e foi eleito no 1º turno; Cida Borghetti (PP) somou 15,53% dos votos; em 3º lugar ficou João Arruda (MDB) com 13,19%.

Segunto turno

São Paulo
Com 98,28% das urna apuradas João Doria (PSDB) aparece com 31,77% e Marcio França (PSB) 21,48. Eles disputam o segundo turno em São Paulo. Candidato do PSB conseguiu superar Paulo Skaf (21,13%) graças a bom desempenho no litoral do Estado.

Rio de Janeiro
Com 100% das urnas apuradas, Wilson Witzel (PSC) lidera com 41,28% dos votos válidos a disputa pelo governo do Estado. Ele disputará o segundo turno com Eduardo Paes (DEM), com 19,56% dos votos. Em terceiro lugar aparece Tarcísio Motta (PSOL), com 10,72%. Witzel e Paes disputarão o segundo turno.

Distrito Federal
Com 100% das urnas apuradas, Ibaneis Rocha (MDB) liderou com 41,97% dos votos válidos, seguido por Rodrigo Rollemberg (PSB) com 13,94% dos votos. Os candidatos irão disputar o segundo turno em 28 de outubro. Em terceiro lugar, ficou Rogério Rosso (PSD) com 11,24%.

Rio Grande do Sul
No Rio Grande do Sul, a disputa de segundo turno para o governo estadual já está definida. Será entre o atual governador José Ivo Sartori (MDB) e Eduardo Leite (PSDB). Com 100% das urnas apuradas, o tucano lidera no primeiro turno com 35,9% e o emedebista aparece com 31, 11%. Na terceira colocação ficou Miguel Rossetto (PT) com 17,76%.

Mato Grosso do Sul
Com 100% das urnas apuradas, está definido que os candidatos Reinaldo Azambuja (PSDB) e Odilon de Oliveira (PDT) vão disputar o segundo turno em Mato Grosso do Sul. O segundo turno está marcado para o dia 28 de outubro. O candidato do PSDB teve 44,61%% dos votos, enquanto o candidato do PDT teve 31,67%.

Amapá
Waldez (PDT) e Capi (PSB)vão disputar o segundo turno das eleições no Amapá. Com 100% das seções apuradas, Waldez ficou com 33,55% dos votos, 

Capi com 30,1% Em terceiro lugar Davi (DEM) com 23,75% . Os votos brancos somam 1,55% e nulos, 5,34%. 

Amazonas
Com 99,89% das urnas apuradas, Wilson Lima (PSC) estava com 33,75% dos votos válidos. Ele disputará o segundo turno com Amazonino Mendes (PDT), com 32,7%. Em terceiro lugar aparece David Almeida (PSB), com 23,6%. 

Santa Catarina
Com 100% das urnas apuradas em Santa Catarina, Gelson Merísio (PSD) que recebeu 31,12% dos votos válidos vai disputar o cargo de governador do Estado com Comandante Moisés (PSL), que recebeu 29,72% dos votos. Em terceiro lugar ficou, Mauro Mariani (MDB), com 23,21%.

Rondônia
Com 100% das urnas apuradas, está definido que os candidatos Expedito Junior (PSDB) com 31,59% e Coronel Marcos Rocha (PSL) com 23,99% vão disputar o segundo turno em Rondônia. O terceiro lugar, Maurão de Carvalho (MDB) teve 22,69%

Minas Gerais
Com 100% das urnas apuradas, o candidato do Partido Novo Romeu Zema, somou 42,73% dos votos, disputará o segundo turno com Antonio Anastasia (PSDB), com 29,06%. O atual governador Fernando Pimentel (PT) somou 23,12%.

Sergipe
Com 100% das urnas apuradas, Belivaldo (PSD) e Valadares Filhos (PSB) estão matematicamente na disputa do segundo turno com, respectivamente, 40,83% e 21,49% dos votos válidos. Em terceiro lugar aparece, Eduardo Amorim (PSDB), com 20,45%.

Pará
No Pará com 99,9% das urnas apuradas, Helder Barbalho (MDB) teve 47,7% dos votos e vai para o 2º turno com Márcio Miranda (DEM) com 30,2% dos votos. Em 3º lugar ficou Paulo Rocha, com 17,05% dos votos. Jader Barbalho foi eleito senador com 19,74% dos votos.

Roraima
Com 99,32% das urnas apuradas: Antônio Denarium (PSL) tem 42,26%; Anchieta (PSDB) tem 38,74%.
 
Rio Grande do Norte
 
Apenas uma mulher irá concorrer às eleições no dia 28, em segundo turno, e nenhuma conseguiu ser a mais votada no primeiro. Somente a candidata do PT ao governo do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, está na disputa. No primeiro turno, Fátima Bezerra ficou na frente do candidato Carlos Eduardo (PDT). 
 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade