Publicidade

Correio Braziliense

Em discurso oficial, Bolsonaro faz oração e promete 'governo decente'

O presidente eleito falou em rede nacional depois que sua transmissão nas redes sociais apresentou problemas técnicos


postado em 28/10/2018 20:42 / atualizado em 28/10/2018 23:16

(foto: Reprodução/YouTube)
(foto: Reprodução/YouTube)

Eleito presidente da República com mais de 57 milhões de votos, 55,2% dos válidos, Jair Bolsonaro (PSL) fez o primeiro discurso por meio das redes sociais, antes de conceder a entrevista oficial. Com falhas na transmissão online, Jair Bolsonaro passou a falar em rede nacional, primeiro de mãos dadas com a equipe, numa oração e depois finalmente ao microfone. “O que ocorreu hoje nas urnas não foi a vitória de um partido, mas a celebração de um país pela liberdade”, destacou. “O compromisso que assumimos com o brasileiro foi de fazer um governo decente. E eu garanto que assim será”, prometeu. Pediu licença para ler o discurso e parar de improvisar. “A verdade o povo libertará. Sempre senti. Nosso amado Brasil acima de tudo. Faço de vocês minhas testemunhas. Vamos fazer um governo decente, comprometido com o nosso povo. Nosso governo terá o propósito de transformar o país numa grande e próspera nação”, começou.

“Liberdade é o princípio fundamental. Liberdade política e religiosa, liberdade de fazer escolhas e ser respeitado por elas. Como defensor da liberdade vou fazer um governo que respeita o  cidadão. Acredito na capacidade do povo brasileiro que trabalha de forma honesta. Vamos juntos construir um governo melhor, que crie condições para que todos”, disse.

Segundo Bolsonaro, o governo federal vai dar um passo atrás, reduzindo a sua estrutura, cortando desperdício e privilégio. “Vai quebrar paradigmas, simplificar e permitir que o cidadão tenha mais liberdade. Vamos desamarrar o Brasil. O governo respeitará de verdade a federação, e os municípios. Mais Brasil e menos Brasília”, assinalou.

Para o presidente eleito, seu governo não será de resposta apenas às necessidades imediatas. “Governaremos com os olhos nas futuras gerações e não nas próximas eleições”, prometeu. Bolsonaro ainda pediu o fim da polarização do país. “Não existe brasileiro do sul e do norte, porque somos todos brasileiros de uma nação democrática. Vamos garantir emprego, renda e buscar equilíbrio fiscal”, disse.

Aos jovens, Bolsonaro reconheceu o período de incerteza e estagnação do país. “Prometo que isso vai mudar. Essa é a nossa missão. O Brasil deixará de estar apartado, buscaremos relações bilaterais com países possam agregar valores tecnológicos ao Brasil”, afirmou. 

“Durante nossa caminhada, uma frase se repetiu: Bolsonaro você é a nossa esperança. No momento mais delicado (o atentado em Juiz de Fora, onde recebeu uma facada), ganhei uma nova certidão de nascimento e não perdi a convicção”, ressaltou. Bolsonaro prometeu oferecer “um governo decente, que trabalhará para todos os brasileiros”. E terminou com sua frase de efeito. “Somos um grande país e agora vamos nos transformar em uma grande nação. Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”, concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade